O que saber antes de praticar rafting

O rafting é aquele esporte que acontece na água. Geralmente, rio abaixo. Em uma espécie de bote, com remos e várias pessoas ao mesmo tempo. No entanto, muito mais do que ter essa imagem na cabeça, o ideal é saber como tudo acontece antes de começar a praticar. 

ANÚNCIO

A boa notícia é que não é preciso ter experiência para praticar. Porém recomenda-se que você esteja acompanhado de quem tenha um pouco de experiência ou consiga enfrentar níveis de dificuldades maiores no seu primeiro passeio. Confira algumas curiosidades.

O que saber antes de praticar rafting
Foto: (reprodução/internet)

O que é o rafting?

Vamos começar pelo princípio. O rafting é uma descida em corredeiras que acontece sobre um bote inflável e resistente. Raft vem do inglês balsa, o que já indica muita coisa. Assim, temos como principal objetivo a superação de obstáculos no caminho da remada até o destino final.

O que saber antes de praticar rafting
Foto: (reprodução/internet)

A prática é possível em grupos de 4 ou 8 pessoas em um mesmo bote. Todas devem estar equipadas com segurança, como com os coletes salva-vidas, por exemplo. O bote também tem uma corda para resgate e sempre deve haver um instrutor no bote.

ANÚNCIO

É esse conjunto de fatores (segurança, instrução e coletividade) que torna a prática do rafting possível até mesmo para iniciantes. Ainda que não seja obrigatório, um diferencial é saber nada, o que pode ser interessante para os casos em que imprevistos possam acontecer. 

A história do rafting

Se a gente pode selecionar 4 datas super importantes para o rafting, com certeza, elas são 1869, 1936, 1980 e 1999. E vamos explicar os motivos. A primeira tem a ver com o início do esporte, no Rio Colorado, Estados Unidos por John Wesley Powel. Porém sem sucesso.

O que saber antes de praticar rafting
Foto: (reprodução/internet)

Depois, em 1936 a gente teve a substituição dos botes infláveis, já que antes eram de madeira. E isso mudou muita coisa. Tanto é que em 1980 o rafting ganhou expressão no mundo, com a atualização do bote self bailer, que é um material mais leve e mais resistente. 

ANÚNCIO

Já em 1999, que é a nossa última data importante aqui, tem o surgimento do primeiro campeonato de rafting. O evento foi na África do Sul e contou com o apoio da Federação Internacional do Rafting. Abaixo, a gente vai citar um pouco mais das competições.

O rafting como esporte de aventura

Os próprios praticantes do rafting não gostam de falar muito em esporte radical, apesar dele ser classificado como tal. Logo, preferem o termo esporte de aventura, que é destinado a prática de atividade ligada à natureza, que também tem tudo a ver com o rafting. 

O que saber antes de praticar rafting
Foto: (reprodução/internet)

Outros pontos interessantes de se observarem é que o rafting permite ser um esporte, já que ele envolve a superação, obstáculos, passeios, adrenalina, trabalho em equipe, diversão, memórias e até mesmo a vista de pássaros e paisagens únicas durante o caminho.

Por último, saiba que por ser um esporte ele também exige concentração, técnica e esforço físico. Logo, isso permite a queima de calorias, o emagrecimento, o fortalecimento dos músculos. Assim, acaba sendo uma grande alternativa para academias de musculação. 

O rafting para a família

Outra observação interessante é saber que esse esporte não é apenas para pessoas treinadas em academias, se é isso que você entendeu. Na verdade, tem sido visto como uma atividade física ótima para aproximar famílias, amigos e casais aventureiros também. 

O que saber antes de praticar rafting
Foto: (reprodução/internet)

Sendo assim, o que se recomenda é que busque uma empresa responsável para guiar vocês até o fim do passeio. Fora isso, leve em conta que dá para ter crianças de, ao menos, 7 anos nessa atividade, desde que bem paramentada e com segurança. 

Outra coisa bacana é saber que as descidas são classificadas por níveis de dificuldade. Obviamente, quanto maior o nível, então, mais perigoso é o esporte. Hoje em dia, os níveis ficam entre 1 e 6. Sendo o 1 o mais indicado para os praticantes iniciantes e crianças. 

Os equipamentos de segurança

Acima, a gente citou a importância dos equipamentos de segurança, que são imprescindíveis para todos, seja no amadorismo, no lazer ou em campeonatos. Assim sendo, tem 4 que são os principais, mas também podemos agregar outros dependendo do lugar.

O que saber antes de praticar rafting
Foto: (reprodução/internet)

O colete salva-vidas é o primeiro deles. Para quem vai comprar um desses saiba que é preciso encontrar um que tenha flutuabilidade mínima de 7,5 Kg. Mas, geralmente, as empresas cedem tais equipamentos. Depois, vem o capacete com fivela, o calçado e o remo.

Em casos de competições, se os árbitros ou diretores de segurança notarem alguma falha nos equipamentos de segurança, eles podem até pausar a competição. Já quando não se trata de campeonato, o ideal é que cada participante fique atento aos seus equipamentos

O bote e os remos

Atualmente, o bote é feito de hypalon, que é um tipo de tecido que une fibra de poliéster com neoprene. Também é comum o tamanho deles, que ficam entre 3,65 metros por 5,50 metros, o que permite a acomodação de até 8 integrantes.

O que saber antes de praticar rafting
Foto: (reprodução/internet)

Sobre os remos, saiba que eles devem ser leves, fáceis de manusear, fabricados de plástico firme e cabos de alumínio. Tem ainda o saco estanque, que nada mais é do que um conjunto de pequenas sacolas que são à prova de água para levar artigos, como de primeiros socorros.

Sabendo disso, dá para praticar o rafting em qualquer lugar, sendo que sempre deve-se respeitar o nível de experiência dos praticantes e unir isso com o nível de dificuldade do local. Até mesmo porque a prática pode variar de 15 minutos a 3 horas, por exemplo. 

As roupas ideais para o rafting

Quando for fazer a descida de rafting, considere que é essencial que os praticantes estejam bem vestidos para isso. A ideia é pensar em roupas como roupas de academia ou de esportes no geral, que tendem a secar mais rapidamente e permitirem o suor do corpo. 

O que saber antes de praticar rafting
Foto: (reprodução/internet)

Já ir de sunga ou biquíni não é recomendado. O tênis é obrigatório também e deve ser confortável, como um tênis de corrida. Se o tempo estiver muito quente ou com sol forte, lembre-se de ir com roupas que protejam da irradiação ou abusar do protetor solar. 

Bonés e óculos escuros são aconselháveis. Além do mais, para o dia da descida, lembre-se de ter uma bolsa com repelentes, cordas, toalhas, água potável e sacos à prova d’água para proteger os seus itens pessoais, como chaves ou celulares. 

As provas de rafting

Algumas provas de rafting também podem acontecer de maneira informal, sem estarem impostas em competições regularizadas. Desse modo, elas podem obedecer aos níveis de dificuldade do esporte conforme a experiência do atleta. 

O que saber antes de praticar rafting
Foto: (reprodução/internet)

Assim, os novatos só devem pegar correntezas leves e com poucos obstáculos. Pequenas ondas também são possíveis. Depois, os iniciantes até podem pegar algumas corredeiras, mas que sejam tranquilas, lisas e estáveis. É preciso pensar também em percursos previsíveis. 

Já o nível intermediário tem a ver com ondas altas e irregulares, além disso, os caminhos tendem a ser mais estreitos. Nesse caso é preciso conhecimento para fazer manobras. No nível avançado tem até o risco do capotamento. Por isso, é preciso muita experiência.

Os campeonatos nacionais de rafting

Os principais países que adotam o rafting como esporte também organizam seus campeonatos nacionais. No Brasil, por exemplo, um dos mais conhecidos é o Campeonato Brasileiro de Rafting R4, o que indica que serão 4 remadores no bote, todos profissionais. 

O que saber antes de praticar rafting
Foto: (reprodução/internet)

As disputas valem pontos que são somados em outras edições também. No fim, a ideia é selecionar a melhor equipe para representar o país em um Campeonato Mundial de Rafting. Lembrando que tudo passa pela Associação Brasileira de Rafting.

Além desse campeonato tem o que é chamado de Slalom, que é uma prova clássica do rafiting, onde as equipes precisam fazer trajeto determinados contornando balizas em favor da correnteza. Isso exige muita técnica dos praticantes. 

O campeonato mundial de rafting

Em 2019, o campeonato mundial de rafting aconteceu na Austrália. Ele permitiu a participação tanto de homens como de mulheres, em categorias diferentes. E ainda houve divisões, como a de mestres (mais de 40 anos), menores de 19 anos e maiores de 23 anos. 

O que saber antes de praticar rafting
Foto: (reprodução/internet)

Quanto às jangadas possíveis, elas eram do tipo R6. Nesse caso, quem organizou foi a Federação Australiana de Rafting. Nessa ocasião, o Brasil conquistou o seu 8º título mundial de rafting, sendo que tem 6 no tipo R6 e mais 2 no tipo R4. 

As disputas ocorreram na prova de downriver, de Sprint, de slalom e de H2H. O país verde e amarelo venceu no Sprint e no Slalom, ficando em 5º no H2H, em 3º no Downriver. Assim sendo, na soma total acabou pontuando mais do que as outras equipes e conquistou o hexa. 

Quem patrocina os profissionais?

Para terminar, vamos fazer aqui uma observação. Alguns países patrocinam os seus atletas de rafting, como é o caso da Rússia, da Eslovênia, do Japão e da República Tcheca. Porém, outros países não fazem isso e os atletas vão aos campeonatos por conta própria.

Nesse caso, como é o caso dos brasileiros, eles acabam treinando nos finais de semana apenas. Inclusive, na hora de viajar, eles fazem vaquinhas e criam projetos ou rifas para conseguirem os recursos para viajar para o local do campeonato.