Conheça 10 atletas que foram destaques mesmo sendo “velhos”

É possível competir em alto nível com até quantos anos? Dependendo do esporte, muita gente diz que a partir dos 30 ou no máximo 40, certo? Nem sempre e essa lista vai provar isso. Aqui, o atleta mais jovem não tem menos do que 40 anos e se mantém em alto nível. 

ANÚNCIO

O ranking não está em ordem da idade dos atletas. Mas sim em ordem de façanhas. Até mesmo porque é mais comum encontrar jogadores de futebol com mais idade, até mesmo em Copas do Mundo. Porém, no boxe, por exemplo, essa história é bem mais rara de acontecer. Saiba quem são os 10 atletas mais velhos que se destacaram na história do esporte.

Conheça 10 atletas que foram destaques mesmo sendo “velhos”
Foto: (reprodução/internet)

10 – Oksana Chusovitina (Ginástica)

Oksana é uma mulher, nascida no Uzbequistão e é ginasta. Isso tudo faz com que ela seja uma raridade em cada um dos itens (gênero, país e esporte). Ainda assim, ela conseguiu marcar a sua história nos Jogos Olímpicos. 

Isso aconteceu em 2016, quando ela contrariou a tendência da modalidade, que conta com ginastas super jovens na competição. Ao participar, com 41 anos, ela se transformou em uma das principais concorrentes ao pódio. Ficou em 5º lugar no salto, por exemplo. Curiosamente, ela participa das edições desde os Jogos de 1992, que foi em Barcelona. 

ANÚNCIO

9 – Hoang Xuan Vinh (Tiro Esportivo)

Essa história merece estar aqui por vários motivos. O primeiro é para mostrar que alguns esportes dão mais opções e oportunidades para pessoas com idade mais avançada. É o caso do Tiro Esportivo e do Hipismo, por exemplo.

Depois, saiba que Hoang é nascido no Vietnã e aos 41 anos conseguiu o primeiro ouro da história do seu país na modalidade de 10 metros com pistola de ar no Rio (2016). Ele também ficou com outra medalha, a de prata, na prova de 50 metros. “Entrou para a história”, disse o ministro do país. 

Em 2012, ele já havia participado do evento, mas terminou em 9º colocado falhando no final e perdendo por um único ponto. Outra curiosidade é que atualmente ele é orientado por um vietnamita e outro sul-coreano nos seus treinos. 

ANÚNCIO

8 – Zé Roberto (Futebol)

Atualmente, o Zé Roberto continua no futebol, mas na parte administrativa. Ele é dirigente de clubes no Brasil. Já dentro de campo, ele se mostrou um atleta com ótimo condicionamento físico até mesmo nos últimos jogos que fez, passando a idade dos 40 anos. 

O último clube foi o Palmeiras, também do Brasil. Mas ele passou por outros grandes nomes do futebol mundial, como Real Madrid, Bayern de Munique, Hamburgo e até mesmo no Qatar. No último clube, ele jogou entre 2015 e 2017.

A aposentadoria aconteceu em novembro de 2017, após 23 anos de carreira. Ele recebeu aplausos no último jogo, contra o Botafogo do Rio de Janeiro. Ele deu uma volta olímpica no estádio e recebeu uma placa do clube. 

7 – Lesley Thompson-Willie (Remo)

Aqui, a história é muito interessante. E não é porque a atleta canadense de 56 anos participou das Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016. E sim porque ela se tornou a mulher com mais participações no evento, sendo 8 no total. 

Ela estreou em Los Angeles, no ano de 1984. Depois, ela chegou a se aposentar e se tornar treinadora. Mas em 2008, voltou ao comando do barco, mudando de categoria, para a que conta com 8 participantes. Assim, disputou a de Londres e do Rio também. 

Ela é uma timoneira, o que precisa de muita tática e motivação. Ela tem um ouro nos Jogos de Barcelona, em 1992. Além de 3 pratas (1984, 1996 e 2012) e um bronze (2000). Fora isso, também acumula ouros em Jogos da Commonwealth e nos mundiais. 

6 – Julie Brougham (Hipismo)

Julie é da Nova Zelândia e atuou na última Olimpíada na categoria de adestramento. Ela foi considerada a praticante mais velha de toda a competição, já que possuía 62 anos durante o evento. Assim, há uma curiosidade: essa foi a primeira olimpíada dela. 

Nascida em 1954, ela ficou conhecida ao chegar em finais de mundiais, como no Jogos Equestres do FEI em 2018. Em 2017, ela venceu o grande prêmio do Campeonato Nacional da Austrália. Infelizmente, ela não vai competir na próxima edição das Olimpíadas.

Isso porque ela foi diagnosticada com câncer abdominal e precisou fazer várias cirurgias. Ainda assim, voltou a competir em 2019, mas sempre disse que os Jogos não eram mais a sua prioridade. Ela venceu o Dressage Central Districts em Palmerston North, no ano de 2019.

5 – Oscar Swahn (Tiro Esportivo)

Já chegando ao fim da listagem, a gente tem um nome que, inicialmente, é desconhecido. No entanto, ele é histórico. Oscar é um sueco que foi praticante do tiro esportivo e que deixou na história do esporte a sua marca. Aliás, suas marcas.

Isso porque ele foi considerado o atleta mais velho a conseguir uma medalha olímpica, sendo em 1920, com 72 anos. Além disso, também foi o medalhista de ouro mais velho, sendo que venceu em 1912, quando tinha 64 anos. Essas marcas até hoje não foram superadas. 

Fora isso, em 1908 ele conseguiu outras duas medalhas de ouro, sendo que nessa ocasião tinha 60 anos de idade. Outra curiosidade é que em todas as competições por equipe que disputou em jogos olímpicos (1908, 1912 e 1920), ele foi acompanhado do filho, Alfred. 

4 – George Foreman (Boxe)

Esse nome não é estranho para você, certo? O cara foi um dos maiores lutadores de boxe de toda a história do esporte. Então, além do mais, fique sabendo que na década de 1970 ele fez lutas clássicas com outros grandes nomes do boxe mundial: Joe Frazier e Muhammad Ali.

Mas, uma década depois, ele retomou a carreira, isso nos anos de 1980 e, inclusive, voltou a ser campeão mundial dos pesados. Tudo isso aconteceu quando tinha 44 anos. Em novembro de 1994, por exemplo, ele venceu Michael Moorer e ficou com títulos dos pesos pesados. 

Assim, com aval da Associação Mundial de Boxe e da Federação Internacional de Boxe, ele se tornou o campeão do mundo mais velho da história do boxe. Após isso, ainda subiu no ringue mais 4 vezes, fazendo a última luta com 48 anos em 1997 contra Shannon Briggs. 

3 – Formiga (futebol)

Outro nome do futebol, só que agora do gênero feminino, é Formiga. Ela também é brasileira e tem uma história sobre a idade. Atualmente, com 43 anos, ela continua em campo. É jogadora do Paris Saint-Germain, um dos principais clubes femininos do mundo. 

Assim como Brady, ela continua na ativa. Curiosamente, a volante é uma das atletas mais rodadas do mundo, passando por clubes como São Paulo, Santos, Rosengard, New Jersey, Quickstrike, Saad, Gold Pride, Chicago, São José, América de Natal, São Francisco e PSG.

Pela Seleção Brasileira, ela tem medalhas em Copa do Mundo (bronze em 1999 e prata em 2007), além de duas pratas em Jogos Olímpicos (2004 e 2008) e 3 ouros em Jogos Pan-Americanos (2003, 2007 e 2015).

2 – Kristin Armstrong (Ciclismo)

Kristin é uma norte-americana que aos 43 anos competiu no Rio de Janeiro e ganhou mérito ao ser a primeira ciclista a ganhar 3 medalhas de ouro em 3 competições olímpicas consecutivas. A experiência dela foi fundamental para isso.

Ainda assim, ela chegou a terminar a prova com o nariz sangrando e recebeu atendimento médico logo após a chegada. Ela era a concorrente mais velha da competição e a vitória aconteceu um dia antes de completar 43 anos

O mais curioso é que ela trabalha em Idaho, sendo uma agente de saúde comunitária. Nas horas vagas, ela treina, além de cuidar da família e do filho, que tinha 5 anos na época do tricampeonato da mamãe. 

1 – Tom Brady (Futebol Americano)

A gente vai terminar com a história de Tom Brady por um motivo: ele ainda não encerrou a carreira, acredita? Ele é um quarterback de sucesso no futebol americano, sendo o que mais venceu o Super Bowl, por exemplo. Atualmente, joga pelo Tampa Bay Buccaneers. 

Conheça 10 atletas que foram destaques mesmo sendo “velhos”
Fonte: (Reprodução/Internet)

Ele tem 42 anos e mantém uma performance de alto nível dentro do campo. Inclusive, foi campeão da última edição do campeonato mais conhecido e mais famoso do mundo. Dessa forma, Tom Brady mostra que a idade não é um empecilho para a boa atuação. 

No Super Bowl LV, que aconteceu em fevereiro de 2021, Brady lançou 201 jardas e 3 touchdowns na vitória do Tampa Bay por 31 a 9 sobre o Kansas City Chiefs. Ele foi MVP das finais pela quinta vez. Ele tem 7 conquistas da Super Bowl, sendo o maior campeão.

Os mais velhos da NBA

A gente não mencionou aqui jogadores de basquete porque deixamos para um tópico extra. Isso porque a NBA está cheia de histórias para contar sobre o tema. Um dos maiores de todos os tempos, Kareem-Abdul Jabbar, por exemplo, jogou até os 42 anos.

E o mais velho mesmo foi Nat Hickey, que por 2 dias não tinha completado 46 anos. Outro nome, dos mais recentes, é de Vince Carter, que competiu na temporada de 2019-2020 pelo Atlanta Hawks, quando tinha 43 anos.