12 equipamentos cruciais para fazer rapel

O rapel é um esporte radical. No entanto, o uso de equipamentos corretos diminui muito a chance de que imprevistos aconteçam. Inclusive, eles são usados para fins de sobrevivência e não podem ser negligenciados pelos praticantes de rapel. 

ANÚNCIO

Basicamente, esses equipamentos citados podem auxiliar os praticantes a realizar diversos esportes, mas especialmente o rapel. A dica é sempre verificar a garantia e a procedência de tais equipamentos, que precisam ser confiáveis. Mas quais são eles? Veremos 12 abaixo. 

12 equipamentos cruciais para fazer rapel
Foto: (reprodução/internet)

12 – Cadeirinha

A cadeirinha você sabe o que é porque ela se explica por si própria. Mas o que você pode não saber é que ela se chama baudrier ou assento, também. Logo, é a mesma coisa. Outra coisa bacana de saber é que ela é fabricada pelos próprios escaladores e canionistas. 

12 equipamentos cruciais para fazer rapel
Foto: (reprodução/internet)

Sendo assim, elas são feitas para suportar o peso de quem vai praticar o esporte. Ao mesmo tempo, também visa o mínimo de conforto possível para a prática do rapel. Geralmente, são feitas por loops, que nada mais são do que fitas que passam pela cintura e perna

ANÚNCIO

Essas cadeirinhas têm que ser colocadas e verificadas pelos praticantes do rapel, mas também por um instrutor que vai fazer uma 2ª avaliação. Em casos emergenciais, elas devem ter possibilidades de serem usadas no improviso, com fitas tubulares ou cordas. 

11 – Capacete

O próximo equipamento crucial para praticar o rapel, que é um item de segurança, é o capacete. Ele também é fabricado pelos próprios praticantes do esporte, de escaladas e até mesmo de alpinismo. Assim, são feitos para não machucarem a cabeça em caso de acidentes.

12 equipamentos cruciais para fazer rapel
Foto: (reprodução/internet)

Logo, a utilidade está justamente em evitar fraturas e também se algum objeto que está acima do praticante vier a cair sobre a cabeça. Ou no caso de ele cair de cabeça em algum objeto. Assim, o capacete se torna indispensável, independentemente do nível da sua aventura. 

ANÚNCIO

Inclusive, considere que a gente tem hoje em dia o capacete suspenso, o semi-suspenso e o injetado. Para saber o melhor para cada praticante, o ideal é pesquisar os modelos e fazer testes, buscando o melhor conforto junto com a qualidade do produto. 

10 – Mosquetões

Essas são ferramentas simples de serem entendidas. Basicamente, você vai ver que, mesmo parecidos, os modelos se dividem entre as funções especificas que podem ter. Atualmente, os mosquetões HMS e os em formato de D são os mais usados na prática do rapel. 

12 equipamentos cruciais para fazer rapel
Foto: (reprodução/internet)

O modelo HMS é útil para todo o tipo de função. Por exemplo, ele pode ser usado em ancoragens e na cadeirinha também. No entanto, é preciso notar se ele não está em contato com outros materiais têxteis – porque o contato dele pode cortar esse material.

Os em formato D também pode ser usado para fazer nós em ancoragens. O detalhe na hora de comprar é certificar se eles são homologados para a prática do rapel e se atende as funções que você precisa. Os mosquetões são feitos em aço.

9 – Freio oito

O nome não é dos mais conhecidos por todos os esportistas. Mas, para quem sobe em montanhas, faz rapel ou algo similar, o freio oito é bem mais comum. É uma ferramenta que serve para a descida do praticante, por isso o nome de freio. Ela vai dar mais segurança. 

12 equipamentos cruciais para fazer rapel
Foto: (reprodução/internet)

Isso porque cria o atrito com a corda e diminui a força que o praticante terá que fazer para segurar a corda e efetuar o trajeto da descida. O modelo mais comum hoje em dia é freio oito comum. Porém, saiba que existem outros, como os mais avançados. 

Por exemplo, o freio oito Kong OKA é usado por canionistas. Já o Petzl Pirana é para quem tem vasta experiência no rapel. Enquanto o Petzl Huit tem formato quadrangular e evita que se crie um nó quando se utiliza o freio oito. Esses são os mais usados no rapel. 

8 – Cordeletes

Para sermos mais acessíveis, considere que os cordeletes são as cordas mais finas. O nome é especifico porque estamos falando de uma corda especifica também. Ela tem uma milimetragem menor, chamada de cordin. Sendo assim, servem para vários fins.

12 equipamentos cruciais para fazer rapel
Foto: (reprodução/internet)

Primeiro, serve para a ascensão em corda, que é a subida usando a corda. Depois, serve para a segurança pessoal, já que é usado como sistema de backup do praticante. Também é um auto-seguro porque evita que o praticante fique travado e não despenque.

Além disso, ele também é um equalizador de vias, sendo que faz o equilíbrio do peso da ancoragem, dividindo em vários pontos para que não exista força em um único ponto da ancoragem. Portanto, eles são essenciais também, para todo praticante de rapel. 

7 – Cordas

Acima, falamos das cordas auxiliares, agora temos as cordas verdadeiras. Elas podem ser semi-estáticas ou dinâmicas. A primeira tem resistência de até 35 kn, com bitolas de até 11,5 mm. Elas são ótimas para os canionistas. 

12 equipamentos cruciais para fazer rapel
Foto: (reprodução/internet)

Para os praticantes de rapel, a melhor opção são as dinâmicas por que possuem perfil de alongamento menor do que 2%. Ou seja, elas não cedem mais do que 2% em uma descida, por exemplo. 

Só que, independente da corda usada, saiba que elas devem estar protegidas de quinas ou locais onde podem ser danificadas. Atualmente, as marcas de cordas que são mais confiáveis no mundo são: Polaris, Bera e BRC. 

6 – Proteção de corda

Como falamos acima, é preciso proteger a corda de tudo o que pode danificar ela. Assim sendo, a proteção acaba entrando na lista de itens indispensáveis para o praticamente de rapel. 

12 equipamentos cruciais para fazer rapel
Foto: (reprodução/internet)

Portanto, é um item que tem que estar na mala de viagens. Basicamente, ela tem a função de proteger a corda e pode ser feita de vários materiais. Talvez muita gente ache que somente a corda já é o suficiente, mas nem sempre ela é o equipamento que basta para a segurança.

5 – Fita tubular

Elas nada mais são do que fitas que usam métodos de fabricação ultra resistentes. Logo, são bem próximas à corda de rapel sem a alma, ou seja, é como se fosse somente a capa da corda. Elas são macias e ocupam menos espaço, por isso, vantajosas. 

12 equipamentos cruciais para fazer rapel
Foto: (reprodução/internet)

Sendo assim, acabam sendo usadas para as mesmas funções que os cordeletes, podendo ainda ter a vantagem de ser útil para a ancoragem fixa e a ancoragem móvel. 

4 – Extensor

O extensor nada mais é do que um braço que é formado na cadeirinha pelo uso de mosquetões e uma corda dinâmica. Ela serve para que o praticante possa se ancorar com mais segurança em locais onde há o risco de acidente acentuado.

12 equipamentos cruciais para fazer rapel
Foto: (reprodução/internet)

Logo, também pode ser usado para andar em corrimões com mais facilidade. A corda tem que ser dinâmica, isto é, ela evita que o praticante sofra quedas e se houver ele não vai se machucar pois a corda vai se alongar. 

3 – Blocante

O nome é diferente, mas ao ver a imagem você vai saber do que estamos falando. Trata-se de uma ferramenta que possui a única função de correr para um único lado da corda. Portanto, dependendo da posição que você a encaixar, ela muda a função.

12 equipamentos cruciais para fazer rapel
Foto: (reprodução/internet)

Se for usada da forma correta, ela não danifica a corda. No caso do rapel, dá para pensar no blocante para subir, segurança pessoal, progressão na horizontal, etc. Esse equipamento tem pequenos dentes que não prejudicam a qualidade da corda.

2 – Luvas

Na verdade, esse equipamento é visto como opcional. Porém, todas as grandes instituições que aprovam a prática do rapel fazem a recomendação das luvas, de forma bem expressiva, está bem? De todo modo, o uso tem que ser prudente. 

12 equipamentos cruciais para fazer rapel
Foto: (reprodução/internet)

Por exemplo, para quem vai escalar cânions, o uso das luvas não é recomendado. Isso porque retira o tato do praticante e isso é muito perigoso. O motivo é que uma luva com o sistema de frenagem poderia trazer sérios problemas para ele. 

Já no caso do rapel, o uso das luvas é bem interessante, tanto é que a maioria dos praticantes profissionais fazem o uso delas. Elas podem ser boas para a passada de corda no freio, por exemplo, e isso evita que eles queimem a mão, também. 

1 – Kit de primeiros socorros

Naturalmente, em toda prática de atividade, ainda mais as radicais, se faz necessário a presença de um kit de primeiros socorros. No rapel, vale essa ideia. Assim sendo, a ideia é ter uma reação rápida para ministrar os primeiros cuidados, chamados de cuidados básicos. 

12 equipamentos cruciais para fazer rapel
Foto: (reprodução/internet)

É claro que o resgate deverá ser acionado. Porém, se na equipe tiver algum membro com formação na área da saúde, ele poderia fazer esse primeiro atendimento. E os itens que vem no kit passam pelas luvas de látex, os curativos, os cotonetes, os algodões, as ataduras.

E ainda vai para os esparadrapos, ataduras, comprimidos para dores em geral, anti-histamínico, água oxigenada e antidiarreico. Aliás, esse kit tem que estar em um lugar de fácil acesso dos praticantes. 

Aprenda a usar corretamente os acessórios

Antes de comprar os equipamentos e começar a usar é muito importante que você tenha aulas para aprender a usá-los da forma correta. Inclusive, isso auxilia na hora de fazer uma compra mais inteligente. 

Afinal, existem vários modelos disponíveis. Outro detalhe importante é sempre verificar se o equipamento possui certificação e a capacidade de peso suportado por ele. Inclusive, veja se é indicado para o rapel.