Esgrima: conheça a história e regras deste esporte

ANÚNCIO

Um dos esportes olímpicos da era moderna, a esgrima, era utilizado como instrumento de guerra há um tempo. Os esgrimistas utilizavam armas brancas (florete, sabre e espada) para atacar e se defender. Após os duelos serem proibidos, o combate evoluiu para um esporte.

As armas brancas utilizadas passaram a ser modalidades de luta e a valer prêmios em torneios. Aderida aos jogos olímpicos em 1896, foi somente em 1924 que as mulheres tiveram acesso a participar do esporte.

ANÚNCIO
esgrima
Foto: (reprodução/internet)

Existem relatos no século XVI em manuscritos europeus que o mostram que o esporte era praticado nessa época. Continue lendo um pouco mais sobre a história da esgrima e conheça as regras e modalidades dessa luta.

A história da esgrima

Como foi dito, a esgrima é um esporte com origens bem antigas, sendo um dos únicos que esteve presente na competição desde a primeira olimpíada da era moderna, em 1896.

Os historiadores indicam, por meio de gravuras da época, que na Grécia Antiga e entre os povos egípcios a prática da esgrima já era comum nesses períodos. Por muitos anos, antes de ser considerada um esporte, o combate com espadas já era comum, principalmente durante a Idade Média.

ANÚNCIO

França: berço das escolas de esgrima

As primeiras escolas de esgrima surgiram na França. Durante esse período, as técnicas realizadas foram aprimoradas e novos golpes foram criados. Ao longo do tempo, haviam discussões sobre as melhores armas e quais deveriam ser utilizadas para a prática desse esporte.

Logo, a esgrima foi definida como uma atividade esportiva. Foram atribuídos equipamentos de segurança que impediam os esgrimistas de se ferirem e com isso aderiram à arbitragem.

Hoje em dia, alguns países se destacam na prática de esgrima. Eles são: Coreia do Sul, Itália, Rússia, Hungria e França.

A prática de esgrima no Brasil

No Brasil, a prática da esgrima veio através da Escola Militar em 1958, essa era uma modalidade associada às tropas imperiais. Após a introdução, em 1913 foi fundada a Federação Internacional de Esgrima, lugar em que as regras da competição começara a ser criadas.

O primeiro campeonato mundial da modalidade aconteceu em Paris, em 1921. A União Brasileira de Esgrima por sua vez, surgiu um pouco depois, no ano de 1927.

Regras e fundamentos da esgrima

Da mesma maneira que todos os tipos de esporte e competições, a esgrima tem os seus parâmetros e regras. Observe abaixo quais são as principais.

  • Antes de baixarem as máscaras, os esgrimistas devem se cumprimentar usando as espadas e, em seguida, cumprimentar o árbitro e auxiliares;
  • Ela é baseada no combate entre dois adversários. O objetivo é tocar primeiro o tronco do oponente com a ponta da arma;
  • Há a fiscalização de apenas um árbitro, que possui alguns auxiliares;
  • A disputa acontece em duas fases, uma classificatória e outra eliminatória. A classificatória acontece entre todos os participantes da competição, até que um deles marque cinco pontos, na fase eliminatória, dois adversários se enfrentam. Uma luta, dura três assaltos. Cada um tem duração de três minutos e intervalo de um minuto entre eles;
  • Vence a disputa quem alcançar mais pontos primeiro;
  • No Florete e na Espada, os toques válidos são aqueles feitos com a ponta da arma. No caso do sabre, um toque válido compreende toda a lâmina;
  • A pista de esgrima, deve ter 14 metros de comprimento e dois metros de largura e é dividida em várias zonas;
  • As roupas dos competidores possuem sensores, o que possibilita que os pontos sejam computados de forma eletrônica;
  • No momento da luta, se um competidor em posição de ataque perder a espada, o adversário poderá efetuar um toque, isso terá validade. No entanto, se ele estiver em posição de defesa e perder a arma, a luta é pausada e só retorna, quando ambos estiverem em posição de combate;
  • Se por acaso, algum dos combatentes sai da pista pela lateral,  ele deverá  ser obrigado a recuar um metro, e só então poderá voltar a atacar.
  • Quando a fuga é feita pelo fundo da pista, será acrescentado um ponto ao adversário.

Alguns dos equipamentos básicos da esgrima

Para praticar esse esporte, faz-se necessário o uso de equipamentos de segurança. Cada um deles possui uma regra específica para ser adotada. São elas:

Uniforme: feito de um material resistente, capaz de evitar eventuais machucados em todo o corpo. A cor mais usual de uniforme é o branco.

Colete protetor: alguns dos esgrimistas utilizam o colete por baixo do uniforme, que é feito de materiais rígidos.

Luvas: é obrigatória na mão cuja o competidor irá empunhar a arma. Sendo ela no mínimo até o meio do antebraço e almofada.

Máscara: produzida com fios de aço, a máscara tem como objetivo a proteção da cabeça e pescoço. Por esse motivo, há uma parte almofada, responsável pela proteção de eventuais toques na região.

Tênis: deve transmitir leveza e garantir boa aderência e condições de mobilidade para o competidor.

Meias: devem ir até acima da altura dos joelhos.

ANÚNCIO