Bolsa Atleta – Veja quem tem direito e como solicitar

O programa Bolsa Atleta é muito conhecido no Brasil desde 2005, quando surgiu para incentivar os atletas brasileiros a treinar, praticar e competir. A ideia é dar um auxílio financeiro para que eles possam se manter nessa rotina esportiva.

ANÚNCIO

Todos os anos, milhares de competidores se inscrevem nas 5 modalidades que existem para concorrer a uma das vagas e conseguir esse benefício mensal. Porém, existem regras. A ideia desse conteúdo é explicar quem tem direito e como fazer parte do grupo de bolsistas. 

Bolsa Atleta – Veja quem tem direito e como solicitar
Foto: (reprodução/internet)

Portanto, leia os tópicos abaixo e entenda tudo sobre o Bolsa Atleta:

  • O que é o Bolsa Atleta;
  • Quem tem direito ao Bolsa Atleta;
  • Como solicitar a participação no programa Bolsa Atleta;
  • A lista dos selecionados no programa Bolsa Atleta;
  • Para saber mais sobre o Bolsa Atleta.

O que é o Bolsa Atleta

A gente poderia usar diversas definições para explicar o que é o Bolsa Atleta. Mas, optamos por usar a quem da Caixa Econômica Federal, que faz o pagamento dos recursos e explica muito bem. É o maior programa de patrocínio individual de atletas.

Bolsa Atleta – Veja quem tem direito e como solicitar
Foto: (reprodução/internet)

A partir disso já fica mais fácil entender. É um programa criado pelo Governo Federal, que é gerido pelo Ministério da Cidadania e garante aos atletas de alto rendimento, que não possuem patrocínio, o recurso financeiro necessário para dar continuidade na carreira.

Logo, o maior objetivo é dar a esses competidores, que muitas vezes são internacionais, a condição de que possam continuar treinando a partir da compra de equipamentos esportivos e que possam custear as competições. Para conseguir o benefício é preciso ser selecionado.

Mais sobre a história do Bolsa Atleta

Ainda mantendo essa introdução como história do programa, saiba que o governo brasileiro mantém o Bolsa Atleta desde 2005, sendo um dos maiores do mundo. Os jogadores beneficiados podem participar de jogos como os sul-americanos, os pan-americanos, os mundiais, etc.

ANÚNCIO

Em 2012, a Lei 12.395/11 surgiu e passou a permitir que o candidato também possa ter outros patrocínios. No entanto, é preciso seguir uma série de regras quanto a isso. Logo, essa união de fontes de recursos poderia tornar o atleta brasileiro mais bem-preparado para as competições.

Um exemplo, vem da categoria Pódio, que veio com a nova lei. Ela contempla os atletas de alto rendimento desde 2013, sendo que patrocina as finais dos Jogos Olímpicos e das Olimpíadas. Os atletas beneficiados nesse grupo são os que estão entre os 20 melhores do mundo.

Quem tem direito ao Bolsa Atleta

Para esse começo de texto já vamos tirar uma das principais dúvidas que as pessoas têm sobre o programa. Tem direito ao Bolsa Atleta aquele profissional de alto rendimento que não tem patrocínio. Especialmente, os praticantes de modalidades olímpicas e paraolímpicas.

Bolsa Atleta – Veja quem tem direito e como solicitar
Foto: (reprodução/internet)

Também entram alguns atletas que não estão nesses grupos. Porém, possuem reconhecimento em destaque em suas categorias, como a de estudante, dentro do âmbito nacional ou no exterior. Os valores variam de R$ 370 até R$ 15 mil no mês, conforme a Caixa.

Assim, em uma escala, os atletas estudantis e de base conseguem um valor de R$ 370 no mês. Enquanto isso, os que são nacionais ficam com R$ 925 e os internacionais R$ 1.850 no mês. Os atletas olímpicos e paraolímpicos recebem R$ 3.100 e os de pódio, R$ 15 mil no mês. 

Os eventos esportivos no Bolsa Atleta

Recentemente, o Governo tem incentivado muito para que eventos esportivos entrem no calendário do programa. Assim, anualmente, o Ministério da Cidadania permite que Entidades Nacionais possam participar da indicação. 

Assim, todo evento internacional ou nacional passa por validação do Ministério. E quando entra no programa se torna mais uma forma de mensurar e selecionar os candidatos. Na maioria dos casos, usa-se os resultados oficiais dessas competições e eventos.

O Ministério da Cidadania diz que avalia o evento a partir de critérios, por exemplo, sobre as provas que compõem o evento. Uma lista final com os eventos aceitos é publicada de tempos em tempos, a partir de editais públicos. 

Como solicitar a participação no programa Bolsa Atleta

Quem tem o interesse em fazer parte desse seleto grupo deve considerar algumas etapas importantes do processo de seleção. A primeira coisa é seguir os requisitos que já apresentamos acima, sobre modalidades esportivas.

Bolsa Atleta – Veja quem tem direito e como solicitar
Foto: (reprodução/internet)

Depois, considere que basta preencher um formulário de inscrição que fica disponível nas plataformas do Ministério da Cidadania. Nessa mesma página tem um passo a passo, que inclui a lista de contemplados, que é divulgada no Diário Oficial da União. 

Dando sequência, considere que é preciso enviar os documentos exigidos e que são comprovantes de dados. Aí vem o resultado da seleção, onde o atleta é avisado por e-mail e se for selecionado no programa, ele precisa assinar o Termo de Adesão.

Quais os documentos para participar do Bolsa Atleta

Quem ficou interessado e quer saber mais sobre a documentação, leve em conta que é preciso enviar o CPF (Cadastro de Pessoa Física), além da Carteira de Identidade do Plano Esportivo (sendo emitido pelo clube ou entidade de prática esportiva).

Depois, no decorrer do ano, considerando que serão 12 bolsas, uma por mês, ao longo do ano; o candidato deve enviar novos documentos. Por exemplo, aqueles que comprovam que ele participou de competições oficiais ou a declaração da entidade de maneira atualizada. 

Abaixo vamos falar mais do passo a passo para se inscrever no programa. Só que ainda com relação aos documentos, vale lembrar que as inscrições possuem prazos para acontecer, desde o preenchimento online até mesmo o termo de adesão e a listagem dos contemplados. 

A lista dos selecionados no programa Bolsa Atleta

Recentemente, saiu na internet a lista que o Governo Federal divulgou sobre os brasileiros esportistas que foram aprovados para esse ano. Ao todo, mais de 6,3 mil atletas foram selecionados, dos quais 99,7% não possuem outro patrocínio. 

Bolsa Atleta – Veja quem tem direito e como solicitar
Foto: (reprodução/internet)

Do total, mais de 3,5 mil homens e 2,8 mil mulheres foram indicados para receber o benefício. O valor do investimento por parte do governo é de R$ 82,8 milhões e somando com o Bolsa Pódio, o valor ultrapassa a cada dos R$ 128 milhões. 

Para este ano, os representantes são de 87 modalidades diferentes. Assim, os atletas paraolímpicos tiveram 497 candidatos aprovados, sendo o mais beneficiado. E o atletismo olímpico 494 aprovações. Fora isso, na sequência vem: natação, handebol e taekwondo.

Os resultados nas últimas Olimpíadas 

Para quem gosta de curiosidades, saiba que nos últimos Jogos Olímpicos, em Tóquio, 80% de toda a delegação olímpica e 95% da delegação paraolímpica era formada por bolsistas. Nesse evento, o país conquistou 21 medalhas em 13 modalidades e uma 12ª colocação no ranking.

Já nos jogos paraolímpicos, considere que foram 72 medalhas, o que deixou o país na 7ª posição no quadro final de medalhas. Nesse caso, os bolsistas medalhistas eram 94,4% do total enquanto que nos Jogos Olímpicos foram 90,45%.

Lembrando ainda que a grande maioria dos aprovados na última edição são do quadro nacional, tais quais 4.755 foram aprovados para receber R$ 925 no mês. Depois, vem: internacional (845 aprovados), base (292 aprovados), estudantil e olímpicos (241 aprovados em cada categoria). 

Quem tem o Bolsa Atleta cancelado

Também vale trazer aqui um ponto importante sobre o programa Bolsa Atleta. Leve em conta que existem ao menos 5 motivos que fazem com que os beneficiários percam o seu direito. O primeiro tem a ver com o não cumprimento de um dos requisitos.

Bolsa Atleta – Veja quem tem direito e como solicitar
Foto: (reprodução/internet)

Depois, considere que se for pego no exame antidoping também perde a bolsa. Quando usa documentos falsos ou inválidos, também. E se deixar de treinar sem justa causa ou participar de competições, ele também fica sem os valores. 

E é curioso falar disso porque o Brasil tinha um número crescente de aprovados nos últimos anos, mas que caiu em 2022. Em 2017 foram 5.866, já em 2018 fora 6.206 e em 2019 somamos 6.357. O recorde veio em 2020 e 2021 com 7.248 aprovados. Nesse ano, 6.374.

Os estados com mais aprovados no Bolsa Atleta

Mais um tópico para trazer curiosidades é esse aqui, sobre as localizações dos atletas selecionados para o programa de auxílio esportivo. Leve em conta que São Paulo tem o maior número deles: 2.036. Depois, Rio de Janeiro com 812, Santa Catarina com 447 e Minas Gerais com 397. Bem perto, Rio Grande do Sul com 369 aprovados.

Outra curiosidade é que alguns estados se basearam nesse programa nacional para criar o seu próprio programa, só que no âmbito estadual. É o caso de Santa Catarina, que tem 199 competidores recebendo o incentivo. O valor de repasse para eles é de R$ 1,4 milhões no ano.

Para saber mais sobre o Bolsa Atleta

Se nesse conteúdo não estiveram todas as informações que você procurava sobre o programa Bolsa Atleta, considere que existem outros canais de comunicação diretos com o Ministério da Cidade e a Secretaria Especial do Esporte que podem ser usados. 

A central de relacionamento funciona através do telefone 121 e é gratuita. Já o endereço para correspondência é: Coordenação Geral do Programa Bolsa Atleta, setor SMA, Trecho 03, Lote 01, Ed. The Union, Sala 54, Brasília, Distrito Federal.