Todos os esportes que podem ser praticados por deficientes nos Jogos Paraolímpicos

Os Jogos Paraolímpicos é a competição mais importante do mundo para os deficientes. É um evento que acontece após as Olimpíadas e usa a maioria das estruturas dos jogos anteriores. Assim, permite que pessoas com vários tipos de deficiência também disputem medalhas. 

ANÚNCIO

A partir do ano de 2016 serão 23 modalidades disponíveis. A primeira edição foi em 1960 e alguns dos esportes permanecem até hoje. Confira abaixo cada uma das 23 modalidades que podem ser disputadas pelos atletas paraolímpicos nesses Jogos.

Todos os esportes que podem ser praticados por deficientes nos Jogos Paraolímpicos
Foto: (reprodução/internet)

Atletismo (1960)

Esse é um dos esportes que existem desde o início dos Jogos Paraolímpicos. Assim, a primeira edição foi em 1960 e ele está ativo até hoje. A regra diz que atletas com deficiência física e intelectual podem participar dos jogos e das finais. 

A curiosidade é que o esporte tem disputadas desde antes de 1960, já que em 1962 havia um evento paralelo as Olimpíadas, que não era oficial ainda, que aconteceu em Stoke Mandeville, na Inglaterra. Na ocasião, o atletismo já estava presente. 

ANÚNCIO

Tiro com arco (1960)

Também é uma modalidade que vem desde sempre nos Jogos. Ela é uma adaptação ao tiro com arco e permite a participação de amputados, com paralisia cerebral, em cadeira de rodas ou outros grupos.

Ele também esteve nos Jogos de Stoke Mandeville, desde 1948. Desde então é um esporte presente nos Jogos e hoje conta com a participação de 37 países competindo. 

Natação (1960)

A natação também vem dos primórdios dos jogos. Sendo assim, ela é destinada para todos os atletas que possuem deficiência, como os portadores de deficiência visual ou outros. 

ANÚNCIO

As regras são as mesmas da competição tradicional. Dá para participar no feminino, no masculino, no individual, em equipes, no estilo crawl, braços, costas, borboleta. As distâncias variam de 50 a 1.500 metros. 

Tênis de Mesa (1960)

Em 1960, o tênis de mesa também se tornou paraolímpico. Ele é praticado por pessoas com deficiência física ou intelectual. Pode ser em pé ou em cadeira de rodas e as regras são as mesmas, sem adaptações. 

No entanto, quem está na cadeira de rodas deve considerar algumas regras, como na hora de fazer o serviço. 

Basquetebol (1960)

O basquete em cadeira de rodas é praticado por pessoas com deficiências físicas. Ele permite algumas adaptações. Ele foi criado após a Segunda Guerra Mundial para ex-soldados do exército americano. 

Na Inglaterra, ele era usado como reabilitação de pacientes no hospital de Stoke Mandeville.

Esgrima em Cadeira de Rodas (1960)

E vamos fechar a lista dos esportes para deficientes que está nos jogos desde 1960 com a esgrima em cadeira de rodas. 

É uma versão para deficientes, onde a cadeira fica fixa no solo. Os combates terminam em 5 toque sou 3 minutos. 

Voleibol (1976)

O vôlei é um dos esportes que é mais disputado nesse evento. Ele entrou nos Jogos em 1976 como demonstração e focado nos amputados. Mas, o vôlei sentado vem desde 1956 em sua história. Assim, estreou oficialmente em 1980 nos jogos.

Atualmente, ele tem a versão sentado e em pé, sendo que mudam as regras. 

Esqui Alpino (1976)

A curiosidade aqui está no fato de que esse é um esporte paraolímpico, mas de inverno e não de verão, ok? Os esquiadores devem se dividir em 3 categorias diferentes, como em pé, sentados ou os deficientes visuais. 

Outro ponto interessante é que há vários campeonatos internacionais que classificam os atletas para os Jogos, como o Mundial de Esqui Alpino para Deficientes, o Mundial do CPI, o circuito da corrida anual, a Taça do Mundo, a Taça Continental, etc. 

Esqui Nórdico (1976)

Aqui, temos uma história parecida com o esqui alpino, já que ele estreou em 1976 e permanece até hoje nos jogos de inverno. 

Ele contempla duas disciplinas, sendo biatlo e esqui de fundo. Pode ser praticado por cadeirantes e deficientes visuais. 

Tiro (1980)

O tiro esportivo estreou em 1980 também. A prova pode ser disputada em pé ou sentado, sendo que são 60 tiros em menos de 2 horas. As distâncias variam de 10 até 50 metros. 

O alvo é feito com círculos que se separam a cada 0,7 mm. O centro vale 10 pontos. 

Goalball (1980)

Esse é um esporte para atletas como deficiência visual. Sendo assim, ele é coletivo e usa uma bola com sons. Foi criado por Hanz Lorenzen e Sett Reindle. 

A percepção se dá pelo tato e pela audição, sendo que o objetivo é arremessar uma bola no gol adversário. Cada equipe conta com 3 jogadores.

Bocha (1984)

A bocha é hoje em dia um dos esportes paraolímpicos mais disputados dos Jogos Paraolímpicos. No entanto, não é um dos mais antigos. Foi incluído na listagem só em 1984, ainda que a história venha desde o Antigo Egito.

Sem contar que além de incluir os atletas deficientes, a bocha também pode contar com crianças e idosos como forma de entretimento, o que faz do esporte um dos mais populares e acessíveis do mundo. 

Futebol de Sete (1984)

Assim como a bocha, o Futebol de Sete estreou em 1984. Ele é para atletas com deficiências cerebrais ou distúrbios neurológicos. Sendo assim, não vale para os deficientes visuais, que podem participar do Goalball, que citamos acima.

Nesse caso, eles se dividem entre os com dificuldade para andar ou correr, com problemas de coordenação nos membros superiores, com hemiplegia ou com deficiências mínimas. 

Ciclismo (1988)

O ciclismo que existe nos Jogos para Deficientes é o de estrada. Sendo assim, é legal entender a história dele nos Jogos. Em 1980 ele era apenas para deficientes visuais. Em 1984 foi para deficientes cerebrais e amputados também.

Só que em 1988 passou a ter a prova de estrada como oficial. Em 1996, o esporte passou a ser categorizado como é hoje. Essa classificação se dá por atletas com dificuldade de locomoção, com prejuízos físicos em uma das pernas, com ou sem prótese, deficientes visuais, etc. 

Judô (1988)

O judô é uma luta muito tradicional no mundo todo. Ele é adaptado para pessoas com deficiência visual. Estreou nos jogos em 1988 e em 2004 permitiu a versão feminina também.

Há poucas diferenças para o esporte comum, sendo que os judocas já começam a luta agarrados uns no kimono do outro. Eles não são punidos quando saem da zona de combate. E podem participar os que são totalmente cegos também. 

Tênis em Cadeira de Rodas (1992)

As partidas de tênis são muito disputadas. E isso também vale para os atletas paraolímpicos. Eles usam as mesmas quadras de tênis dos que não são paraolímpicos. O esporte existe desde 1976 e estreou nos jogos em 1992.

Uma diferença é que a bola pode quicar duas vezes antes de ser rebatida. O jogador não pode sair da cadeira de rodas, sendo ela como uma parte do corpo. 

Hóquei em trenó (1994)

Mais um esporte paraolímpico que entra na lista de Jogos de Inverno é o hóquei em trenó. Ele surgiu na década de 1960 e em 1994 se tornou olímpico.

Assim, ele é de contato físico e requer uso de equipamentos de segurança, como capacetes e luvas. Tem o trenó, o taco, a bola, a pista de hóquei. Cada equipe é formada por 6 jogadores, que devem marcar o maior número de gols possível.

Vela Paraolímpica (1996)

A vela para deficientes também é mais recente nos Jogos, já que vem desde 1996. Isso porque a modalidade ganhou forças mesmo em 1980, com as regatas da Suíça.

Atualmente, as classes são divididas entre individual, Skud 18 (2 pessoas) ou Sonar (3 pessoas), sendo um esporte bastante importante do ponto de vista do trabalho em equipe. 

Hipismo Paraolímpico (1996)

O hipismo para deficientes estreou nos Jogos Olímpicos de 1996, em Atlanta. É uma modalidade que permite a participação de deficientes visuais e físicos. Só que dentro dele só há uma categoria: a de adestramento, chamada de dressage. 

O vencedor é quem demonstra maior domínio sobre o cavalo após uma série de exercícios. Curiosamente, na mesma prova podem participar homens e mulheres. 

Rúgbi em Cadeira de Rodas (1996)

Conhecido como Quad-Rugby, ele ganhou força nos Estados Unidos. É para atletas que tenham, ao menos, 3 membros com deficiência. Foi criado no Canadá para pessoas que não tinham chances no basquete sobre rodas. 

O objetivo é passar com a posse da bola entre cones que ficam na linha de fundo do campo adversário. 

Futebol de Cinco (2004)

Um dos esportes paraolímpicos mais recentes é o Futebol de Cinco. Ele estreou em 2004, sendo chamado de futebol de cegos. É uma adaptação do futebol convencional, só que indicado para deficientes visuais. 

Os jogadores são classificados em 3 categorias diferentes, sendo: total ou quase cegos, com visão parcial e com visão parcial acima de 5 graus. 

Curling (2006)

Outro esporte de inverno é o curling. Ele é como uma bocha, só que jogado no gelo. E, claro, há algumas diferenças importantes. 

Chamado de curling sobre cadeira de rodas, ele sempre teve o Canadá como campeão dos jogos em 3 edições que participou. 

Snowboarding (2014)

E a gente fecha a lista dos jogos de inverno com uma modalidade recente, que entrou em 2014, o snowboarding. 

A ideia é se equilibrar na prancha e descer a ladeira. Só que de gelo/neve. Atualmente, tem a prova de cross, com 3 descidas e diferentes saltos e obstáculos, além da banked slalom, que são 3 descidas com gates (espécie de cones para fazer a volta). 

Paracanoagem (2016)

Esse é o esporte mais novo que surgiu nos Jogos Paraolímpicos. Ele estreou em 2016 e vale para atletas com deficiência física. As provas disputadas são individuais. 

Podem participar os amputados, os lesados medulares ou outros atletas que possuem outras deficiências físicas. Acredita-se que é uma modalidade que vai ficar por bastante tempo, já que fez muito sucesso na sua estreia. 

Os esportes que não fazem mais parte dos Jogos Paraolímpicos

Curiosamente, considere que outros esportes também entraram nos Jogos Paraolímpicos, mas acabaram não continuando nas edições seguintes. Por exemplo, o basquetebol ID, que só ficou em 1996 e 2000.

O Lawn Bowls também só participou 3 vezes, sendo em 1968, 1988 e 1996. A Sinuca é outro exemplo, que ficou nos jogos em 1960 até 1976 e depois entre 1984 e 1988. O Levantamento de Peso esteve presente entre 1964 e 1992.