Manchester United – Gigante inglês vive jejum de títulos

O Manchester United é um dos maiores times do mundo, e nenhum fã de futebol discute isso. No entanto, a equipe vem deixando seus torcedores de cabelo em pé nas últimas temporadas, já que vem acumulando frustrações umas atrás das outras.

ANÚNCIO

O time vive um longo jejum de títulos importantes, o que a torcida não está nada acostumada com isso. Porém, com um elenco limitado, e sem fazer as contratações necessárias, as previsões para o futuro, ao menos a curto prazo, não são das melhores para os Red Devils.

Manchester United - Gigante inglês vive jejum de títulos
Foto: (reprodução/jornaldebrasilia.com.br)

Saída de Ferguson abalou muito o time

Alex Ferguson é o grande responsável por transformar o Manchester United no que ele é hoje. O treinador é o mais vitorioso da história do futebol, conquistando 50 troféus durante toda a sua carreira, elevando o nível da equipe inglesa para outro patamar.

Manchester United - Gigante inglês vive jejum de títulos
Foto: (reprodução/mufcbr.com)

Para se ter uma ideia do quanto ele era vitorioso, o técnico conseguiu vencer 13 Premier Leagues durante sua carreira, número maior do que muitos clubes inteiros não tem. No entanto, uma hora o reinado tinha que acabar.

ANÚNCIO

Ferguson anunciou sua aposentadoria em 2013, deixando os torcedores do United desolados. Apesar disso, ainda era esperado que o time continuasse mantendo as conquistas de títulos como sempre, mas não foi isso que acabou acontecendo.

Banqueiro levou o time ao fracasso

Por coincidência, Ed Woodward, atual CEO do Manchester, assumiu o cargo também em 2013, ano da aposentadoria de Ferguson. De lá para cá, foi só ladeira abaixo. O novo dono é banqueiro, não tendo experiência no ramo do futebol, o que refletiu dentro de campo.

Manchester United - Gigante inglês vive jejum de títulos
Foto: (Catherine Ivill/Getty Images)

Dando mais prioridade para os cofres do que para o resultado nas competições, o Manchester United foi aos poucos se tornando fraco. Van Gaal, que assumiu o comando da equipe depois, falou dos problemas de não se ter um “homem do futebol” como presidente do clube:

ANÚNCIO

“A estrutura não é muito ruim, mas o braço direito (do presidente) tem que ser um diretor técnico, com uma visão de futebol, não alguém com um papel de banqueiro. Infelizmente estamos falando de um clube comercial e não de um clube de futebol”, disse o ex-treinador do United.

Mourinho teve diferenças com o elenco

Após o insucesso de Van Gaal, a direção do clube viu em José Mourinho, treinador de pulso firme, uma boa chance de voltar a conquistar títulos relevantes. No entanto, nem mesmo o vitorioso técnico conseguiu extrair algo de bom dessa situação.

Manchester United - Gigante inglês vive jejum de títulos
Foto: (reprodução/planetfootball.com)

O elenco era extremamente limitado, e além disso, Mourinho teve que lidar com diferenças dentro do elenco. O treinador claramente não se dava bem com Paul Pogba, principal estrela do Manchester United até hoje, mesmo convivendo com lesões.

Apesar de todo o climão que ficava entre o técnico e seus comandados, Mourinho conquistou a Liga Europa, a Copa da Liga Inglesa e a Supercopa da Inglaterra com o time. Foram os últimos títulos que o Manchester viu entrar em sua galeria de troféus.

Elenco limitado do Manchester United

Com a saída de Mourinho, o Manchester resolveu dar uma chance para Ole Solskjaer, ídolo do clube, assumir o comando técnico da equipe. O começo foi muito bom, já que o treinador tinha ideias promissoras e conseguia implantar elas mesmo não tendo muita experiência.

Manchester United - Gigante inglês vive jejum de títulos
Foto: (reprodução/goal.com)

Porém, esse período não durou para sempre. Logo algumas falhas começaram a aparecer, e ficou evidente que o elenco do time, mais do que nunca, era extremamente limitado. Apesar das variações táticas, o Manchester não conseguia obter bons resultados.

Solskjaer ainda segue no comando da equipe, mas vem encontrando dificuldades para manter o time vencendo nas competições. Desde que assumiu o Manchester, o treinador viu pouquíssimos reforços chegarem ao seu plantel.

Jejum segue

Apesar de não ser conhecido como Paul Pogba, Marcus Rashford é o jogador que vem se destacando pelo United. O jovem é um dos atacantes mais promissores do mundo, e vem chamando a responsabilidade nos grandes jogos da equipe.

Manchester United - Gigante inglês vive jejum de títulos
Foto: (Oli Scarff/AFP)

Além dele, Martial, que ainda peca na finalização, também vem fazendo temporadas consistentes. Outro nome que surge forte é o de Greenwood, que tem tudo para se tornar um dos principais jogadores do mundo em um futuro bem próximo.

Bruno Fernandes e o brasileiro Alex Telles, que foi contratado recentemente, também são bons nomes. Apesar do número de peças diferenciadas ter aumentado, o jejum ainda continua, e não se sabe quando o time vai conseguir conquistar algo de novo.