Quais são as faixas do Judô? Conheça as cores e como funciona o ranking

O judô é um esporte de luta que se caracteriza dentro das artes marciais. Ele existe desde 1882 e nasceu através do professor de educação física Jigoro Kano. No entanto quem ainda não pratica a luta com frequência não sabe quais são e quantas são as faixas do judô

ANÚNCIO

Além do mais, considere que o esporte é um dos diferenciais que muitos lutadores de MMA (Artes Marciais Mista) possuem no currículo. E o judô é muito usado para fortalecer a mente, o espírito e o corpo, sendo assim um esporte completo. Saiba tudo do judô. 

Quais são as faixas do Judô? Conheça as cores e como funciona o ranking
Foto: (reprodução/internet)

A história do judô

Como falamos acima, ele é um esporte de 1882. Com a escola aberta em Tóquio, o professor ensinava aos alunos a arte marcial que era baseada no jiu-jitsu, sempre com tendência ao combate. Por isso, criou normas para facilitar o ensinamento.

Quais são as faixas do Judô? Conheça as cores e como funciona o ranking
Foto: (reprodução/internet)

Depois, ele foi considerado o primeiro asiático membro do Comitê Olímpico Internacional, sendo que participou de forma ativa de jogos, campeonatos e lutas. Mas foi somente em 1886 que o esporte se popularizou, quando aconteceu a primeira competição no Japão.

ANÚNCIO

Em 1899 foi levado para a Inglaterra e a partir de 1905 aos Estados Unidos e restante da Europa. Em 1952 nasceu a Federação Internacional de Judô, com 29 países-membros. Em 1964 se tornou um esporte olímpico, durante os jogos de Tóquio. 

O judô no Brasil

No Brasil, o esporte de luta chegou entre 1920 e 1930 com os imigrantes japoneses, ou seja, alguns anos após a chegada dele nos Estados Unidos. Os principais nomes foram de Takaji Saigo e Gae Omori, que abriram escolas em São Paulo. 

Quais são as faixas do Judô? Conheça as cores e como funciona o ranking
Foto: (reprodução/internet)

A prática foi aceita. No entanto, só foi reconhecida em 1930, quando o professor Riuzo Ogawa abriu a Academia Ogawa. Em 1969 foi criada a Confederação Nacional do Judô. Assim, a primeira medalha olímpica que tivemos foi em 1972, nos Jogos de Munique, na Alemanha. 

ANÚNCIO

Quem conquistou foi um japonês naturalizado brasileiro chamado Chiaki Ishii. Atualmente, esse é o 4º esporte em que o Brasil tem mais medalhas de ouro na competição internacional, sendo um total de 4. Depois, temos mais 3 pratas e outros 15 bronzes, com total de 22.

As regras do judô

O judô é uma luta que acontece no tatame quadrado. Assim, ele pode ter entre 14 e 16 m de cada lado. As lutas devem durar, no máximo, 5 minutos, sendo que quem fizer o ippon primeiro vence – vamos explicar mais do ippon depois. 

Quais são as faixas do Judô? Conheça as cores e como funciona o ranking
Foto: (reprodução/internet)

Antes disso, considere que se até o fim da luta, 5 minutos, não houver vencedor, então vai vencer o que tiver mais vantagens. Então, o ippon é um ato que finaliza a luta e dá a vitória para o judoca. O movimento coloca o oponente virado de costas para o chão por 20 segundos.

O Wazari é próximo ao ippon, só que o tempo de duração é menor do que 20 segundos e acima dos 15 segundos. Tem o Yuko também, que é quando o adversário cai na lateral ou é imobilizado por um tempo que varia entre 10 e 14 segundos. E o Koka é quando caem sentado.

As penalizações do judô 

O judô tem a sua parte de penalização também. Isso ocorre quando os golpes deixam lesões no pescoço ou nas vertebras, o que é considerado proibido. O lutador que fizer isso será penalizado e se fizer de novo, em um novo erro, é desclassificado. 

Quais são as faixas do Judô? Conheça as cores e como funciona o ranking
Foto: (reprodução/internet)

Sendo assim, as penalidades são nomeadas da seguinte forma. Shido é a penalidade leve, como se fosse um aviso. O segundo Shido é uma pontuação Yoku para o adversário e o terceiro vale como um Wazari para o outro lutador.

Já no caso do Hansoku-Make, isso acontece quando se tem uma violação séria das regras. Assim, o competidor é desqualificado. Ele também pode acontecer se vier de 4 shidos. 

As roupas do judô

Para entender sobre as faixas do judô, antes de tudo, a gente tem que falar sobre as roupas que são usadas pelos atletas. Aliás, o nome de todo traje é chamado de Judogi. Sendo assim, ele pode ser todo azulado ou na cor branca. E se divide em 4 partes.

Quais são as faixas do Judô? Conheça as cores e como funciona o ranking
Foto: (reprodução/internet)

A primeira é o Obi, que é justamente a faixa, que fica na cintura do atleta. Depois, temos o Shitabaki, que é a calça ou a parte debaixo da roupa. E tem o Uwagi, que é a parte de cima, chamada de casaco. E ainda tem o Zori, que é a sandália ou sapatos usados pelos lutadores.

Sabendo disso, considere que os judocas são classificados entre Kiu (iniciantes) e Dan (mestres). Logo, essa classificação se dá pela cor da faixa. E para mudar a faixa é preciso considerar exames, idade e tempo de treino. 

O sistema de faixas no judô

A curiosidade está na história. O Kano já havia criado um sistema como esse. Ele tinha os Mudansha (não-graduados) e os Yodansha (graduados). Mais tarde, na Europa, houve a adaptação, que se mantém até hoje. 

Quais são as faixas do Judô? Conheça as cores e como funciona o ranking
Foto: (reprodução/internet)

As faixas básicas, que são para os Kyu, variam entre a branca e a marrom. Sendo que a partir da laranja, ela já é considerada intermediária. A faixa branca pode ser para quem treina a partir de 1 trimestre e a marrom é para quem treina a partir de 2 anos. 

Depois, nós temos as faixas de graduados. A variação se dá sempre na faixa preta. Para quem tem 4 anos de treino e 7 anos, pelo menos. E ainda tem as faixas de pós-graduação, para quem tem entre 8 e 9 anos de treino, nas cores vermelha e branca e vermelha. 

O ranking dos judocas através das faixas

Agora, a gente vai resumir aqui tudo o que foi dito acima. Para isso, criamos tópicos para que a leitura fique facilitada. Ok? E começaremos pelos iniciantes, os Kyus.

Quais são as faixas do Judô? Conheça as cores e como funciona o ranking
Foto: (reprodução/internet)
  • Mukyu (1 trimestre de treino) – faixa branca
  • Juikkyu (1 trimestre de treino) – faixa branca/cinza
  • Juyu (1 semestre de treino) – faixa cinza
  • Kyukyu (1 semestre de treino) – faixa cinza/azul
  • Hachikyu (1 semestre de treino) – faixa azul
  • Nanakyu (1 semestre de treino) – faixa azul/amarela
  • Rokkyu (1 ano de treino) – faixa amarela
  • Gokyu (1 ano de treino) – faixa amarela/laranja
  • Yonkyu (1 anode treino) – faixa laranja
  • Sankyu (1 ano de treino) – faixa verde
  • Nikyu (1 ano de treino) – faixa roxa
  • Ikkyu (2 anos de treino) – faixa marrom

Agora vem a lista dos graduados e pós-graduados, que são chamados de Dans.

  • Shodan (4 anos de treino) – faixa preta
  • Nidan (5 anos de treino) – faixa preta
  • Sandan (6 anos de treino) – faixa preta
  • Yodan (6 anos de treino) – faixa preta
  • Godan (7 anos de treino) – faixa preta
  • Rokudan (8 anos de treino) – faixa coral (vermelha e branca)
  • Nanadan (8 anos de treino) – faixa coral (vermelha e branca)
  • Hachidan (p anos de treino) – faixa coral (vermelha e branca)
  • Kyudan (9 anos de treino) – faixa vermelha
  • Judan (9 anos de treino) – faixa vermelha

Como curiosidade, saiba que a gente ainda pode falar dos nomes de cada um dos atletas ou integrantes do judô. Sensei é o professor, que tem que ter, ao menos, um Yodansha. O Kohai é o aluno menos graduado do que outro. E Sempai é mais graduado do que outro.

Os brasileiros campeões olímpicos do judô

Como falamos lá no começo do texto, o Chiaki Ishii foi o primeiro brasileiro (ele era japonês) a conseguir uma medalha olímpica para o país. Ele ficou com o bronze em 1972, em Munique. Depois, nós tivemos mais uma série de medalhistas de bronze e prata. 

Quais são as faixas do Judô? Conheça as cores e como funciona o ranking
Foto: (reprodução/internet)

Em 1984, nos jogos de Los Angeles, nos Estados Unidos, conseguimos 3 medalhas. Douglas Vieira ficou com a prata e Walter Carmona e Luís Onmura com o bronze. Em Atlanta, no ano de 1996, Aurélio Miguel e Henrique Guimarães ficaram com o bronze. 

Em 2004, Atenas, 2 bronzes: Leandro Guilheiro e Flávio Canto. Em 2008, Pequim, 3 bronzes, sendo: Ketleyn Quadros, Leandro Guilheiro e Tiago Camilo. Londres, 2012, 3 bronzes: Mayra Aguiar, Felipe Kitadai e Rafael Siva. Em 2016, no Rio, bronze para Mayra Aguiar e Rafael Silva.

Os ouros do Brasil

Ao todo, em jogos olímpicos, o Brasil tem 4 medalhas de ouro. A primeira veio com o Aurélio Miguel, que já foi citado aqui. Ele venceu em 1998, em Seul, na Córeia. Na outra edição, de 1992, em Barcelona, quem levou o ouro foi o Rogério Sampaio.

Quais são as faixas do Judô? Conheça as cores e como funciona o ranking
Foto: (reprodução/internet)

E nas duas últimas edições dos Jogos Olímpicos, a gente também teve ouros, um em cada edição. Em 2012, em Londres, o nome foi de Sarah Menezes. Inclusive, esse foi o melhor ano para o judô brasileiro, com 4 medalhas – 1 de ouro e 3 de bronze. 

E nos Jogos do Rio, no ano de 2016, a representante de ouro foi a Rafaela Silva. Ah, e vale mencionar aqui também que o Brasil tem várias medalhas em Mundiais Sênior, desde 1971, com o Ishii. As últimas foram em 2019, com os bronzes de Rafaela Silva e Mayra Aguiar.

Tadahiro Nomura

Para finalizar o texto vale mencionar o Tadahiro. Ele é o único tricampeão olímpico no judô. Inclusive, o Japão tem 39 ouros em Jogos Olímpicos. O atleta nasceu em uma família que viva dentro do judô, desde o avô, que era professor do esporte. 

ANÚNCIO