Esses jogadores abandonaram o futebol para seguir outra carreira

Você acreditaria se a gente contasse que um jogador, que venceu um prêmio de gol mais bonito do mundo, largou o esporte para virar jogador de video game? Ou aquele que largou o início de carreira para começar a fazer humor ou para cantar? Isso tudo é verdade. 

ANÚNCIO

E a história não vem só do Brasil. Lá na Itália temos enredos como esses, de filmes. O mesmo vale para a Alemanha, Estados Unidos e Espanha. Então, continue lendo que você vai descobrir várias histórias surpreendentes. A ordem é da menos para a mais surpreendente.

Esses jogadores abandonaram o futebol para seguir outra carreira
Foto: (reprodução/internet)

Francesco Coco (Itália)

Se tem alguém aqui que gosta de futebol e nunca ouviu falar do Coco, que atire a primeira pedra, né. Só que a história dele não é assim tão surpreendente devido a idade com que ele fez isso. Ainda que 30 anos seja uma idade baixa para se aposentar do futebol.

O jogador de copa do mundo (2002) largou a profissão em 2007 com 30 anos. Depois disso, para não ficar parado, ele tentou uma nova carreira, a de artista de TV. No entanto, apesar de participar de alguns programas na TV local e reality show, ele não teve tanto sucesso.

ANÚNCIO

Então, o que ele fez foi mudar de carreira de novo. Assim, acabou indo para o ramo imobiliário, se tornando um corretor de imóveis. 

Royston Drenthe (Holanda)

Essa é uma história que surpreende, pois o jogador largou a profissão porque “o futebol já não o deixava feliz”. E isso tudo foi concluído após ele ser considerado uma das revelações do Real Madrid, da Espanha. 

O holandês chegou a jogar até completar 29 anos, tendo passado também pela Rússia e Emirados Árabes. No entanto, ele buscava a felicidade e por isso foi para a música, sendo que lançou a sua própria banda, a Roya2Faces, que tem várias músicas registradas. 

ANÚNCIO

Diogo Nogueira (Brasil) 

O brasileiro Diogo Nogueira sempre foi visto na música porque é filho de cantor famoso. Só que o que pouca gente sabe é que o gosto inicial dele estava dentro de campo. Ele chegou a jogar no famoso Cruzeiro, que é um clube de Porto Alegre. Isso porque veio da várzea carioca. 

Logo, ele iria para outros clubes maiores, só que uma lesão no joelho o fez desistir do futebol. De volta ao Rio e à música, ele se tornou um dos maiores cantores do país dentro do samba. Hoje, tem a própria banda e é um ícone do ritmo no país. 

Fabrice Muamba (Zaire)

Essa é uma história bacana, porém, não é tão surpreendente assim porque o jogador foi “obrigado” a deixar o futebol de lado. Muamba foi revelado pelo Arsenal da Inglaterra. Só que em 2012 teve um mal súbito em uma partida oficial.

Assim, com mais de 1 hora com o coração parado, ele teve que largar o futebol em busca da sobrevivência. Aos 24 anos, se aposentou e atualmente atua no jornalismo esportivo, além de ter alguns cursos técnicos. 

Chris Naumoff (Austrália)

A Austrália também tem a sua história triste no futebol, que é próxima do Muamba. Naumoff era uma estrela do futebol de toda Oceania. Inclusive, estava certo para ir para o futebol espanhol. No entanto, descobriu uma doença cardíaca antes disso. 

O meia-atacante foi reprovado pelo Numancia, que é da segunda divisão da Espanha. Assim, devido a cardiomiopatia hipertrófica, ele se aposentou em 2016, aos 21 anos. Depois, começou a atuar como treinador nas categorias de base.

Marco Luque (Brasil)

Mais um brasileiro na lista de pessoas que abandonaram o futebol é Marco Luque. No seu país ele é muito conhecido hoje em dia por fazer graça na TV. Inclusive, é um dos principais humoristas da Rede Globo, a maior emissora do país. 

Ele chegou a jogar em clubes espanhóis antes de pendurar as chuteiras e se tornou um cidadão espanhol devido as suas boas apresentações dentro de campo. Começou a carreira no Brasil e logo chegou ao Rayo Vallecano, da segunda divisão da Espanha. 

O motivo que fez ele largar tudo e voltar ao Brasil tem a ver com o fato de não ter tido tanto destaque assim, ao menos não como gostaria. Logo, ele se voltou para as artes e parece que isso deu muito certo, viu. 

Tim Wiese (Alemanha)

Ele já foi goleiro do Werder Bremen e do Hoffenheim, dois clubes grandes da Alemanha. Chegou a fazer pouco menos do que 200 jogos pela Bundesliga, que é a principal competição do país. E chegou a ser convocado para a Copa do Mundo de 2010.

Porém, com 31 anos, ele anunciou a aposentadoria surpreendente para parte dos torcedores. O motivo era o mais engraçado – ou curioso: ele queria se dedicar a uma luta, o WWE (World Wrestling Entertainment). Então, assim começou a vida de fisiculturista.

Algum tempo depois, ele chegou a pesar 118 quilos, sendo a maior parte de músculos.

Stuart Tomlinson (Inglaterra)

Aqui a história é muito parecida com a que citamos acima. O inglês, goleiro, largou o futebol para se dedicar a lutas. Inclusive, a mesma competição, a WWE, que é a maior liga americana da modalidade. A aposentadoria se deu aos 28 anos.

Assim, mesmo que chegou a ser criticado por seu peso, ele era um jogador de alto potencial, sendo que passou por clubes da terceira divisão. Mas o que mais dificuldade a fama dele no futebol foram as lesões no joelho, o que foi uma motivação para as lutas.

A estreia no ringue aconteceu em 2014. Mas isso durou só até 2016.

Sebástian Losada (Espanha)

Um espanhol que foi criado nas categorias de base do Real Madrid. Aparentemente, tinha tudo para dar certo, né? Era uma promessa do futebol internacional. No entanto, ele perdeu rendimento e começou a jogar em clubes pequenos. 

Ainda assim, estreou pela Seleção em 1995. Porém, aos 27 anos, viu que não nasceu para aquela profissão. Logo, em 2004, ele tentou se reaproximar do esporte, porém, não conseguiu chegar à presidência da Real Federação Espanhola. 

Assim, continuou atuando como advogado. 

João Gabriel (Brasil)

A falta de motivação para continuar jogando bola também foi o que levou João Gabriel a parar com o futebol. E isso surpreende porque ele era visto como um goleiro e tanto. Assim, os torcedores não acreditaram quando ele anunciou a aposentadoria aos 26 anos.

Esses jogadores abandonaram o futebol para seguir outra carreira
Foto: (reprodução/internet)

Ele se tornou advogado, mas depois voltou a se ligar ao esporte, sendo que hoje defende várias causas ligadas ao futebol. 

Gordon Ramsay (Escócia)

O escocês é hoje em dia um famoso chef de cozinha. E, por isso mesmo, jamais alguém imaginaria que ele teria sido jogador de futebol. Mas foi. Se hoje ele é um astro da TV, saiba que já chegou a defender a seleção da Escócia do sub-14.

Mas, ainda com 18 anos, ele rompeu os ligamentos e isso o fez mudar a direção da vida profissional. Sendo assim, ele passou a se dedicar a cozinha e parece que isso deu muito certo, não é mesmo?

Sebastian Piotrowski (Alemanha)

A gente vai entrar no top 3 das histórias surpreendentes de abandono do futebol com o alemão Piotrowski. Aos 24 anos, ele estava em um jogo no Elversberg, da 3ª divisão da Alemanha. Mas viu que o seu futuro não era ali. E sim dentro da igreja. 

Esses jogadores abandonaram o futebol para seguir outra carreira
Foto: (reprodução/internet)

É isso mesmo: ele se tornou padre após pendurar as chuteiras. Ele fez os votos em 2004 e desde então nunca mais foi citado no meio esportivo. Apenas como história passada. 

História parecida aconteceu com o Yaruka Cissako, da França, que largou tudo para se tornar um líder muçulmano. Isso aconteceu em 2016, quando tinha 21 anos. No Brasil, o mesmo caminho seguiu César Prates, que se tornou pastor de igreja.

Wendell Lira (Brasil)

A história do Wendell merece estar aqui como uma das mais surpreendentes porque ela realmente surpreende. E isso começa pelo fato dele não ter sofrido acidentes ou se machucado. Foi decisão dele, individual e pessoal, de largar a profissão.

E sobre qual profissão estamos falando? O futebol, claro. Ele venceu o Prêmio Puskás de gol mais bonito do ano de 2015 e logo em seguida anunciou a sua aposentadoria. É isso mesmo: se tornou um jogador de video games e youtuber aos 27 anos. 

A motivação que ele teve foi uma só: o gosto pelos jogos de futebol, só que no vídeo game. Aliás, ele também chegou a dizer que o futebol era uma vida de ilusão. Entre os clubes pelos quais ele passou, a gente pode citar o Goiás, o Vila Nova e o Fortaleza, todos do Brasil. 

Julio Iglesias (Espanha)

Você não tem que ser um apaixonado por música para conhecer o Iglesias, né. Ele é um músico famoso em todo o mundo. Agora, o que pouquíssima gente sabe é que ele foi um jogador de futebol de muita fama também. E só parou com a bola devido a um acidente.

Com isso, ele ficou “semiparalisado” e precisou deixar de lado a história de ser um jogador de futebol de mais fama. Quando novo, ele era goleiro do Real Madrid, ainda nas categorias de base. O clube espanhol ia promovê-lo. Só que com 20 anos, ele sofreu o acidente de carro.