Quais são os equipamentos necessários para o automobilismo? Conheça

No fim de 2020 um acidente na Fórmula 1 provou a importância de se investir e de usar os equipamentos de proteção em uma corrida de carros. Se você não se lembra, o piloto Grosjean sofreu um grave acidente no Bahrein, onde o seu carro pegou fogo. 

ANÚNCIO

No entanto, Romain Grosjean conseguiu escapar praticamente ileso, mesmo tendo participado de um acidente tão grave na F1. Isso tem explicação: uma mudança no regulamento da corrida tornou o vestuário de um piloto de F1 muito mais seguro e nós vamos entender isso. 

Quais são os equipamentos necessários para o automobilismo? Conheça
Foto: (reprodução/internet)
  • O que salvou o Grosjean
  • Os testes de fogo
  • As mudanças
  • As corridas do automobilismo
  • O vestuário
  • O capacete
  • O protetor cervical
  • As luvas e as sapatilhas
  • A balaclava
  • O halo (no carro)
  • Quanto custa os acessórios de segurança para o automobilismo

O que salvou o Grosjean

Se a gente considerar o lado protetivo desse evento, a gente vai ver que o piloto ficou 29 segundos em meio ao fogo. Após sair de lá, ele ficou com leves queimaduras nas mãos. O motivo é simples: a vestimenta dele era a prova de fogo.

Quais são os equipamentos necessários para o automobilismo? Conheça
Foto: (reprodução/internet)

E esse conjunto de vestimenta inclui o macacão, as roupas de baixo, as meias, a balaclava e as luvas, por exemplo. Sendo que cada peça tem esse objetivo de “proteger do fogo”. O trabalho para inserir nesses novos modelos na F1 surgiu também da parceria com várias fornecedoras. 

ANÚNCIO

Com o novo padrão adotado, a proteção se tornou 20% maior para diversos itens. Até mesmo as meias passaram nesse texto. Para quem quiser saber mais, o novo regulamento é o 8856-2018 e entrou em vigor há 2 anos, mas começou a valer mesmo em 2020. 

Os testes de fogo

Durante todo processo de implementação da normal, vários requerimentos foram feitos, no que ficou chamado de testes de fogo. A ideia foi submeter o material a chamas de 700º C por 10 segundos. 

Quais são os equipamentos necessários para o automobilismo? Conheça
Foto: (reprodução/internet)

Após isso, a chama foi retirada e o material não poderia queimar por mais do que 2 segundos. Além do mais, a regra também dizia que não seria possível haver derretimento ou buracos. Também houve uma introdução de um teste de transferência de calor

ANÚNCIO

A máquina era colocada na parte interna da camisa, que media o tempo necessário para o aumento de 24º C a partir do ponto inicial. Logo, o teste usava um calor 1000º C para simular um incêndio de verdade. 

As mudanças

Para 2020, as principais mudanças vieram a partir dos mesmos testes. Agora, os macacões devem resistir a, pelo menos, 12 segundos no fogo (e não apenas 10). Além disso, sapatilhas e luvas devem resistir 11 segundos. Com exceção da palma das mãos e dos pés (8 segundos).

Quais são os equipamentos necessários para o automobilismo? Conheça
Foto: (reprodução/internet)

Já as roupas de baixo, como balaclavas e meias, também estão incluídas nesses testes, o que acontece pela primeira vez. Assim, é preciso que “aguentem”, pelo menos, 5 segundos. Com tudo isso, novos modelos passaram a surgir como opção também, durando 3 vezes mais.

E o caso de Grosjean mostra que os testes foram eficazes. Tanto é que ele queimou apenas uma parte da mão, de forma leve. Isso porque as mãos são protegidas apenas por uma camada de material contra as chamas. 

As corridas do automobilismo

Antes de falarmos dos itens de segurança, vamos apenas mencionar que a gente citou a F1 acima porque ela teve um exemplo recente. No entanto, as dicas aqui valem para praticamente todas as corridas de carro. 

Quais são os equipamentos necessários para o automobilismo? Conheça
Foto: (reprodução/internet)

O que também inclui a Fórmula E, o Rali Dakar, os campeonatos de Endurance, a Nascar, a Stock Car, o Kart, entre outros. Curiosamente, todas essas competições, provas e corridas acabam sendo “guiadas” pelas decisões tomadas pela FIA, que é a Federação do setor. 

Aliás, para quem vai comprar um equipamento de proteção, lembre-se sempre de verificar a certificação e a etiqueta do produto, está bem?

O vestuário

A roupa ou o uniforme usado em corridas de carro, como no Kart ou mesmo na Fórmula 1, é chamado de macacão. Assim sendo, na década de 1950 o principal foco era o conforto, só que muito mais a elegância. Portanto, eles usavam camisas, calças sociais e capacete de couro.

Quais são os equipamentos necessários para o automobilismo? Conheça
Foto: (reprodução/internet)

Hoje, como a gente sabe, muita coisa mudou porque o foco está total na segurança do piloto. Então, saiba que a principal mudança aconteceu após o acidente de Niki Lauda, em 1976. A partir da década de 1980, portanto, os macacões passaram a ser especiais. 

Assim, eles contam com 5 camadas de material a prova de fogo. Ele foi inspirado em modelos da NASA, que são usados por astronautas. Sendo assim, atualmente, a parte interna usa uma fibra sintética chamada de Nomex, que é antichama. 

O capacete

Como item de segurança, o capacete também marca a sua história de importância no mundo do automobilismo. O principal motivo tem a ver com proteger a cabeça. Desse modo, além da cabeça, nós também vemos a proteção contra olhos e o rosto, de um modo geral. 

Quais são os equipamentos necessários para o automobilismo? Conheça
Foto: (reprodução/internet)

Se você notar, todos os esportes que são mais perigosos exigem o capacete, isso vai desde as corridas de F1 até as manobras de motocross e mesmo as competições de skate ou de escalada. O que vai mudar, entre um esporte e outro, é o formato e o conceito. 

Só para se ter uma ideia, saiba que no Kart é obrigatório capacetes que tenham certificação igual ou superior à K2005, SA2005 ou CMR-CMS2007. Ou seja, mesmo que você tenha um bom capacete, se ele não estiver nesse padrão, você não pode competir no Kart. 

O protetor cervical

O HANS (Head and Neck Support) foi criado em 2001. Para quem não sabe do que estamos falando, considere ser uma opção de protetor para a coluna cervical. Ele também faz parte dos itens de segurança para que o piloto use durante as provas e treinos.

Quais são os equipamentos necessários para o automobilismo? Conheça
Foto: (reprodução/internet)

É obrigatório na Fórmula 1 e na Fórmula Indy. O sistema é uma espécie de conjunto que se une ao capacete e ao cinto de segurança. Isso diminui muito a força que é exercida na cabeça durante um acidente que possa vir a acontecer. 

Para quem compete de moto ou de Kart tem o Leattbrace, que é muito parecido com o Hans. A ideia de ambos é proteger a primeira vértebra e toda a coluna vertical. Há ainda variáveis que são separadas, como o protetor de pescoço, que são bem menos indicados. 

As luvas e as sapatilhas

Tanto as luvas como as sapatilhas acabam entrando na lista de itens obrigatórios de segurança também para o automobilismo. Sendo assim, vale para Kart e para Fórmula 1, além de motos e até mesmo acaba sendo recomendado para ciclismo e skate, entre outros esportes radicais. 

Quais são os equipamentos necessários para o automobilismo? Conheça
Foto: (reprodução/internet)

Obviamente, como é de se imaginar, além de trazer conforto para as mãos e para os pés, saiba que também traz proteção. Ainda mais quando a gente considera que há contatos com partes quentes dos carros, o que é chamado de região abrasiva, no formato mais técnico. 

Ah, atualmente, as luvas ainda possuem aquele sistema que permite uma melhor aderência ao volante e os sapatos possuem melhor aderência no acelerador e no freio – tudo isso acaba sendo ótimo para aumentar a segurança do piloto. 

A balaclava

O nome é diferente, mas temos certeza de que você sabe do que estamos falando. É aquela espécie de capuz que fica por baixo do capacete do piloto, sabe? Trata-se de um EPI (Equipamento de Proteção Individual) imprescindível no automobilismo. 

Quais são os equipamentos necessários para o automobilismo? Conheça
Foto: (reprodução/internet)

Sendo assim, a “touca ninja” como é chamada, também é usada por profissionais da rede elétrica e você vai entender os motivos. O objetivo principal é garantir a proteção da cabeça e do pescoço de quem está usando o material. Assim, deixa só os olhos visíveis.

Na maioria das vezes, usa-se uma malha de lã e tecidos elásticos ou sintéticos. E a proteção se dá para a variedade térmica, elétrica ou química. Só que para isso é preciso conhecer dos modelos que existem. Do mesmo modo que os outros, esse acessório tem várias marcas.

O halo (no carro)

Esse é um dos protetores novos que foi incrementado pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA). A decisão diz que todos os carros da Fórmula 1 devem ter essa proteção de cockpit. Se você não sabe o que é, continue lendo. 

Quais são os equipamentos necessários para o automobilismo? Conheça
Foto: (reprodução/internet)

Trata-se de um dispositivo que ajuda a evitar acidentes durante as corridas e é usado para proteger a cabeça do piloto contra os possíveis atritos. Ele pesa 14 quilos e suporta até 12 toneladas, o que dá o peso de um ônibus de 2 andares. 

O halo é obrigatório desde 2018 e muitos pilotos acabaram sendo contra ele no começo, já que atrapalhava a visibilidade do piloto. No entanto, aprimorando o sistema foram criadas novas versões e alternativas. Agora, até o Grosjean aprovou o halo, curiosamente. 

Quanto custa os acessórios de segurança para o automobilismo

É difícil conseguir trazer aqui as cotações de todos os produtos que citamos acima. No entanto, o que se pode fazer é considerar aqueles mais usados na Fórmula 1, que possuem valores mais altos de serem encontrados. Obviamente, estamos falando de alta tecnologia.

Logo, os pilotos podem escolher marcas favoritas também. De qualquer modo, para se vestir como um piloto de verdade será preciso desembolsar ao menos R$ 9 mil, considerando que o mais caro é o macacão, que passa dos R$ 6 mil. E sem contar o capacete, também. 

ANÚNCIO