Boxe: Mike Tyson admite que arrancaria um pedaço da orelha de Evander Holyfield novamente

‘Iron Mike‘ sensacionalmente afirmou que felizmente morderia outro pedaço da orelha de Evander Holyfield.

ANÚNCIO

Antes de seu aguardado confronto de exibição com Roy Jones Jr, Mike Tyson diz que o momento mais infame de sua carreira pode se repetir. Ficou curioso para saber onde e com quem isso pode se repetir? Então continue lendo o artigo.

Boxe: Mike Tyson admite que arrancaria um pedaço da orelha de Evander Holyfield novamente
Foto: reprodução/ internet.

Relembre o episódio marcante

Depois de ser interrompido na 11ª rodada de sua primeira competição em 1996, as ações de Tyson em sua revanche permanecerão para sempre no folclore do boxe como um dos momentos mais infames, porém icônicos.

Na terceira rodada, Tyson cravou os dentes na orelha de seu amargo rival, na verdade tirando um pedaço no processo, no que agora é conhecido para sempre como “Luta de mordida”.

ANÚNCIO

Ele acabou explicando por que o ato chocante aconteceu, citando extrema raiva e insistindo que Holyfield não era inocente, alegando que ele havia dado uma cabeçada nele várias vezes antes do incidente sem precedentes.

O retorno de Holyfield ao treinamento após a exibição de Tyson gerou especulações de uma trilogia de luta depois que os lutadores finalmente fizeram as pazes.

Boxe: Mike Tyson admite que arrancaria um pedaço da orelha de Evander Holyfield novamente
Foto: reprodução/ internet.

Tudo depende da atitude do rival

Depois de ter que carregar o peso e o fardo da “Luta de mordidas” por mais de 20 anos, Tyson afirma que aprendeu a lidar com a “responsabilidade” visto que a controvérsia do incidente nunca diminuiu.

ANÚNCIO

Mas, ao falar com a Fox News, de acordo com o The Sun, Tyson enviou um aviso severo ao seu rival de longa data: “Eu digo, ‘Não, nunca mais’, mas posso fazer isso de novo. Bem, se ele fizer o que estava fazendo para ser mordido, eu o morderia de novo, sim. Eu o mordi porque queria matá-lo”.

“Eu fiquei muito brava com a minha cabeça batendo e tudo mais. Eu realmente perdi a consciência de toda a luta. Isso me tirou do meu plano de luta e tudo mais. Ouça, bem ou mal, não vou deixar ninguém levar a minha glória”, deixa claro o boxeador.

“Então, vou enfrentar tudo o que tenho de enfrentar … Ei, ouça, consegui. Tenho que lidar com a responsabilidade disso. Essa foi a minha glória. E assumi a responsabilidade por isso”, finalizou ele na entrevista.

Fique por dentro: Senado dos EUA aprova projeto de lei para criminalizar o doping em eventos esportivos internacionais

Traduzido e adaptado por equipe Ao Vivo Esporte

Fonte: Give me sport