Bobsled – Aprenda sobre uma das modalidades mais radicais dos Jogos Olímpicos

O bobsled é, sem dúvidas, um dos esportes mais arriscados e mais radicais dos Jogos Olímpicos de Inverno. Nele, equipes formadas por duas ou quatro pessoas realizam uma descida cronometrada na pista de gelo usando um tipo de trenó. É muito maneiro de assistir!

ANÚNCIO

Curiosamente, saiba que o bobsled também é chamado de bobsleigh ou bobsledge, dependendo da região do mundo. O esporte de inverno é realizado em jogos de inverno. No Brasil, ainda é uma modalidade pouco conhecido, apesar de que tem ganhado mais notoriedade nos últimos dias.

Bobsled – Aprenda sobre uma das modalidades mais radicais dos Jogos Olímpicos
Foto: (reprodução/internet)

Para conhecer tudo do bobsled, continue lendo os seguintes tópicos:

  • A origem do bobsled;
  • As categorias de bobsled;
  • As regras do bobsled;
  • O Brasil no bobsled;
  • As conquistas do Brasil no Bobsled;
  • Outras modalidades radicais dos Jogos de Inverno.

A origem do bobsled

O esporte do bobsled foi criado na Suíça, que é onde se tem datada as primeiras corridas do esporte. Naquela época, elas eram disputadas em estradas cobertas de neve. A primeira pista feita para a competição de bobsled é de 1902.

Bobsled – Aprenda sobre uma das modalidades mais radicais dos Jogos Olímpicos
Foto: (reprodução/internet)

No ano de 1960, o esporte estava nos Jogos Olímpicos, no entanto, teve problemas durante a prova e foi vetada por isso. Mas, ele já havia sido instalado em 1924. Já para o público competidor feminino, o esporte começou a valer em 2002, nos Estados Unidos.

No final do século 19, o esporte do Bobsled já era praticado em duas regiões distintas, sendo Albany, nos Estados Unidos e em St. Moritz, na Suíça. Assim, ele se desenvolveu primeiro antes de sair desses lugares e ir para o mundo.

A continuação da história do bobsled

Em 1897 nasceu o primeiro Clube de Bobsled. Em 1914, as competições foram organizadas em várias pistas da Europa, inclusive, nos alpes europeus. Uma década mais tarde, nasceu a Federação Internacional de Bobsleigh e Tobobã.

ANÚNCIO

As categorias de bobsled

Atualmente, a modalidade conta com três categorias diferentes. Primeiro, vem as equipes formadas por das atletas femininas, depois a de dois atletas masculinos e aí tem a de quatro atletas masculinos. Ou seja, de todo modo, é um esporte coletivo.

Bobsled – Aprenda sobre uma das modalidades mais radicais dos Jogos Olímpicos
Foto: (reprodução/internet)

Dessa forma, usando um carrinho sobre lâminas, chamado de trenó, os atletas devem descer uma pista de gelo com curvas e retas suaves. Essas pistas somam mais de 1500 metros de extensão. O trenó pode atingir até 135 km/h e vence quem chegar primeiro, isto é, no menor tempo.

Atualmente, as pistas de bobsled, que são próprias para o esporte, são feitas de concreto e cobertas com gelo. Elas devem ter ao menos uma reta e um labirinto, que nada mais é do que 3 curvas seguidas sem retas entre elas. 

As pistas de bobsled

O mais comum é que cada uma das pistas possua 1200 e 1300 metros de comprimento. São chamadas de pistas de gelo e pode ter entre 15 e 19 curvas em todo percurso. O custo para construir uma pista como essa não é menor do que R$ 100 milhões.

As regras do bobsled

Considere que existem algumas regras importantes para o bobsled acontecer, até mesmo porque é um esporte radical no gelo que é bem perigoso. Considere que a primeira dica é sobre o uso de equipamentos corretos para a prática da atividade.

Bobsled – Aprenda sobre uma das modalidades mais radicais dos Jogos Olímpicos
Foto: (reprodução/internet)

Assim, conta-se com capacete de skeleton, uniforme da competição, luvas, sapatilha de bobsleigh, ombreira, cotoveleira e joelheira. Já o trenó tem um peso de 175 quilos para quando conta com 2 participantes, além de 227 quilos para quando soma 4 integrantes.

Do lado das regras sobre competições, considere que os atletas devem percorrer 50 metros em sincronia e pular dentro do trenó. A distância é feita em menos de 6 segundos e acelerando o trenó até 40 km/h. Na corrida, os atletas usam sapatilhas especiais com agulhas.

As competições do bobsled

O piloto é aquele que depois da largada assume o comando. Ele guia o trenó até a linha de chegada e isso requer muitos reflexos e memorização do layout da pista. O controle se dá por meio de um mecanismo de direção debaixo do cockpit do trenó. O erro causa a capotagem.

A chegada é ao cruzar a linha de chegada e quando o piloto sinaliza o atleta responsável pela freagem. Esse atleta, chamado de brakeman, puxa o freio e diminui a velocidade do trenó aos poucos. O tempo total dura entre 50 e 60 segundos em velocidade de 140 km/h.

O Brasil no bobsled

Como falamos no começo do texto, saiba que o Brasil está longe de ser um dos campeões do bobsled. Porém, há alguns motivos para comemorar: na última edição das Olimpíadas de Inverno, em PyeongChang, o Brasil teve bons números.

Bobsled – Aprenda sobre uma das modalidades mais radicais dos Jogos Olímpicos
Foto: (reprodução/internet)

Primeiro, o fato de ter classificado em 21ª posição no 4-man (equipes com 4 atletas masculinos), sendo o melhor resultado de toda a história. Além disso, na mesma edição, levamos uma equipe de 2-man, que é para 2 atletas masculinos.

Assim, vale lembrar um detalhe curioso: a pista de PyeongChang foi feita para essa prova do zero. Assim, teve um investimento de 114 milhões de dólares, o que dá 342 milhões de reais. O declive foi de 116 metros e a velocidade máxima, de 132 km/h.

Os brasileiros no bobsled

Edson Bindilatti é o principal nome do Brasil nesse esporte. Ele esteve presente nas duas equipes que foi para essa edição dos Jogos de Inverno. Após essa façanha, ele declarou a sua aposentadoria do esporte enquanto competidor do bobsled.

Aos 42 anos, o baiano se tornou um dos embaixadores do esporte de neve no nosso país. Sendo piloto da seleção, ele levou o país a sua primeira final olímpica, o que é, de fato, esplendido. A estreia dele foi em 2022 e a última foi em 2022, ficando entre os 20 melhores.

As conquistas do Brasil no Bobsled

Apesar de não termos medalhas olímpicas nos Jogos de Inverno desse esporte, considere que temos sim uma história bonita a contar entre outras competições. Sendo que tudo começou lá em 2000, quando conquistamos a primeira medalha da história no bobsled.

Bobsled – Aprenda sobre uma das modalidades mais radicais dos Jogos Olímpicos
Foto: (reprodução/internet)

Assim, ficamos com o bronze no 4-man em uma etapa da Copa América. Dois anos depois, tivemos o primeiro ouro, que veio com a vitória das mulheres na etapa de Calgary, também na Copa América. No mesmo ano, ficamos em 27º lugar no 4-man dos Jogos de Salt Lake City.

No ano de 2006 veio a primeira medalha de ouro do país no bobsled, na chamada vitória da Copa Challenge, na Alemanha. Em 2014, a equipe feminina se tornou a campeão da Copa América. Já os homens, no 4-man, conquistou o título no ano de 2015. 

Mais vitórias do Brasil no bobsled

Em 2016, dois fatos interessantes: primeiro, as duas medalhas de bronze no Mundial de Push de Bobsled, na Romênia; depois, a participação nos Jogos de Inverno da Juventude. Tivemos dois atletas que participaram da modalidade individual. 

O bobsled para não profissionais

Para quem não é um atleta profissional do bobsled, mas quer participar de uma corrida da Fórmula 1 do Gelo, como esse esporte é conhecido, considere que tem jeito. Ainda mais se a pessoa for passar as férias de inverno nos Alpes Franceses.

Bobsled – Aprenda sobre uma das modalidades mais radicais dos Jogos Olímpicos
Foto: (reprodução/internet)

Logo, é importante saber que esse esporte arriscado e emocionante está disponível em poucos lugares do mundo e esse é um deles. Uma das pistas oficiais se chama estação de La Plagne e é aprovada pela Federação do esporte para funcionar para o público.

Para participar é preciso agendar a descida em um trenó adaptado que faz curvas sozinho. Logo, se torna um esporte acessível para todos e sem os mesmos riscos da competição mundial. Crianças a partir de 1,30 metro podem participar do passeio também. 

Onde se pratica o bobsled no Brasil

A verdade é que não tem como. É sério. No Brasil não tem pista de bobsled nem para profissionais e nem para os curiosos que querem apenas dar uma voltinha no trenó sobre o gelo. Inclusive, há uma ideia para que essa pista continue a ser criada. Entenda o motivo.

A primeira pista de bobsled do Brasil fica em São Paulo e deve estrear nos Jogos Olímpicos de Pequim. As instalações são próprias para o esporte. No entanto, a construção da pista pioneira da América Latina ficou parada e não permitiu o treino para a seleção brasileira.

Outras modalidades radicais dos Jogos de Inverno

Além do bobsled, considere que existem outras modalidades que são muito radicais e estão presentes nos Jogos Olímpicos de Inverno até os dias atuais. O melhor exemplo vem do snowboard, que é um tipo de skate na neve, praticado em uma prancha com manobras incríveis. Tem também o salto de esqui, que acontece em uma grande descida com inclinação acentuada. 

O esqui alpino é com obstáculos em alta velocidade, o que deixa o coração na boca de quem está assistindo. Para fechar a lista, o luge , bem próximo do bobsled, só que em trenó aberto, um tipo de prancha com lâminas, além do skeleton, que tem a diferença no fato de o atleta ir deitado de peito nessa prancha.