A Copa do Mundo de Clubes da Fifa foi transferida para fevereiro devido às restrições da Covid-19

A Fifa mudou a Copa do Mundo de Clubes desta temporada de dezembro para fevereiro de 2021 por causa das restrições da Covid-19.

ANÚNCIO

Os representantes europeus, Bayern de Munique, venceram a Liga dos Campeões em agosto, mas a pandemia afetou a conclusão de outros campeonatos continentais. Continue lendo esse artigo para saber as atualizações mais recentes sobre o campeonato.

A Copa do Mundo de Clubes da Fifa foi transferida para fevereiro devido às restrições da Covid-19
Foto: reprodução/ internet.

Novas medidas de proteção no campeonato

O torneio ainda será disputado no Catar, de 1 a 11 de fevereiro.

“A Copa do Mundo de Clubes Qatar 2020 está sujeita a um efeito perturbador nos campeonatos continentais de clubes das confederações”, disse a Fifa.

ANÚNCIO

“A introdução de protocolos estritos de retorno ao jogo facilitou o reinício bem-sucedido dos campeonatos continentais de clubes, o último dos quais está agora previsto para terminar no final de janeiro de 2021.”

O Liverpool ganhou a última Copa do Mundo de Clubes em dezembro de 2019.

A Copa do Mundo de Clubes da Fifa foi transferida para fevereiro devido às restrições da Covid-19
Foto: reprodução/ internet.

Leia também: 5 clubes que mais venceram a Champions League

ANÚNCIO

FA “apoia totalmente” a decisão da Fifa

A Fifa também anunciou que suas Copas do Mundo Sub-20 e Sub-17 de 2020 femininas, inicialmente remarcadas para 2021, foram canceladas e não ocorrerão.

As respectivas nações anfitriãs dos torneios de 2020 agora sediarão as próximas finais programadas em 2022 na Costa Rica, que disputará a Copa do Mundo Sub-20, e a Índia, a Sub-17.

A Inglaterra se classificou para a Copa do Mundo Feminina Sub-17 como uma das três seleções europeias com maior coeficiente.

A Copa do Mundo de Clubes da Fifa foi transferida para fevereiro devido às restrições da Covid-19
Foto: reprodução/ internet.

A diretora de desenvolvimento técnico feminino da Federação de Futebol, Kay Cossington, disse que a decisão de cancelar os dois torneios foi decepcionante, mas que o órgão dirigente da Inglaterra “apoiou totalmente a difícil decisão”.

“Estávamos todos ansiosos pelo torneio na Índia no próximo ano, mas a saúde e o bem-estar dos competidores são, com razão, a principal preocupação da Fifa e de todas as associações nacionais que deveriam competir”, disse Cossington.

Sue Campbell, diretora do futebol feminino da FA, fez eco a esses comentários, acrescentando que o órgão dirigente “continua otimista e esperançoso com a chance de celebrar o nosso esporte no cenário internacional mais uma vez”.

“O esporte é uma força tremendamente importante para o bem, especialmente durante estes tempos difíceis, mas é certo que a Fifa hoje colocou a segurança e a saúde das nações concorrentes e de seus torcedores no centro de sua decisão de cancelar as Copas do Mundo Juvenil”, acrescentou Campbell.

Confira também: Covid-19: O esquecimento do futebol feminino durante a pandemia

Traduzido e adaptado por equipe Ao Vivo Esporte

Fonte: BBC