Trekking e Hiking: o que são e qual a diferença entre eles

Algumas palavras podem causar desconfiança para muita gente. Mas trekking e hiking são simples de serem entendidas. Na tradução também. Elas são atividades que ficam entre caminhadas e montanhismo. Ou seja, são feitas ao ar livre, em meio à natureza.

ANÚNCIO

Mas há diferenças entre elas também. Enquanto uma é bem mais longa e complicada, a outra é bem mais tranquila e indicada até mesmo para amadores. De todo modo, exigem cuidados, mochilas, alimentos, roupas certas e mais. A gente vai detalhar mais sobre esses cuidados. 

Trekking e Hiking: o que são e qual a diferença entre eles
Foto: (reprodução/internet)
  • As semelhanças
  • A caminhada
  • O que é trekking
  • O que é hiking
  • O montanhismo 
  • As principais diferenças entre trekking e hiking
  • Os equipamentos usados no trekking e hiking
  • As roupas de quem vai caminhar
  • O esforço físico do praticante
  • Como começar a fazer hiking, trekking, montanhismo e alpinismo
  • A segurança da atividade física

As semelhanças

Antes de a gente começar a falar das diferenças entre o trekking e o hiking, saiba que há semelhanças entre as duas práticas também. Ambas podem acontecer em várias regiões do mundo, sendo que o proposito maior é a caminhada ao ar livre e em meio a natureza. 

Trekking e Hiking: o que são e qual a diferença entre eles
Foto: (reprodução/internet)

Além do mais, elas possuem princípios de respeito à natureza e também à preservação do meio-ambiente em que estão inseridas. Portanto, os turistas devem sempre preservar o lugar que está sendo visitado. 

ANÚNCIO

Por fim, considere ainda que tanto trekking como hiking são expressões ligadas ao montanhismo. Porém não são exclusivas desse tipo de esporte radical. Ou seja, dá para praticar longe das montanhas também. 

A caminhada

Ainda antes de dar o primeiro passo para explicar o que é trekking e o que é hiking, a gente deve considerar a caminhada. Isso porque falamos que ambos os esportes possuem esse objetivo, correto?

Trekking e Hiking: o que são e qual a diferença entre eles
Foto: (reprodução/internet)

Sendo assim, saiba que caminhar é uma atividade muito antiga, que vem desde a nossa origem, enquanto seres humanos. Ela é usada para a locomoção e sobrevivência. Ela existe antes mesmo da escrita ou de algum meio de comunicação.

ANÚNCIO

E com as novas tecnologias, ela passou por mudanças. Atualmente, caminhar é uma espécie de hábito e não, de fato, uma necessidade. Ainda assim, dá para considerar o trekking e o hiking como atividades de caminhada e que são ótimos exercícios físicos, mentais, psicológicos.

O que é trekking

De um modo geral, o trekking dura mais do que 1 dia. Além disso, ele conta com caminhadas e pernoite no meio da natureza. Isso pode acontecer em alojamentos preparados para esse fim, que ficam no meio da rota, ou até mesmo em barracas montadas instantaneamente. 

Trekking e Hiking: o que são e qual a diferença entre eles
Foto: (reprodução/internet)

Considerando a história, saiba que o termo vem dos colonizadores holandeses, que no século 19 ocuparam territórios que hoje são conhecidos como as regiões da África do Sul. Esse movimento ficou chamado de “A Grande Jornada” e ia da Cidade do Cabo até o interior. 

Os colonizadores eram os voortrekkers e criaram o trekking. O termo deriva de trekken, que é algo como “migrar”. Hoje, a palavra é sinônimo de longas caminhadas, que na época eram de sobrevivência. Há um monumento em Pretória, erguido em 1949, que conta a história.

O que é hiking

É como o trekking, só que muito mais rápido e muito mais acessível, também. A gente pode considerar como uma espécie de bate e volta na trilha. De modo muito comum, ele não dura mais do que 1 dia. Por isso, não exige o alojamento no meio da natureza. 

Trekking e Hiking: o que são e qual a diferença entre eles
Foto: (reprodução/internet)

Por isso, ele não exige que se carregue muita coisa na mala/mochila. Acaba sendo um tipo de passeio ideal para quem quer aproveitar um dia longe da cidade e explorar o contato com a natureza através de trilhas que ficam dentro de parques.

Já considerando a história, a gente tem uma popularização atual em países como Canadá e Estados Unidos. E a tradução diz algo como “caminhar ao ar livre”. O relato mais antigo é de 1700 na Europa, porém. Em caminhadas feitas em montanhas, a partir de 1800.

O montanhismo 

Se no começo a gente citou a caminhada como sendo o principal exercício do trekking e do hiking, saiba que agora podemos falar do montanhismo, já que esses esportes se encaixam nessa definição. 

Trekking e Hiking: o que são e qual a diferença entre eles
Foto: (reprodução/internet)

O montanhismo nada mais é do que uma prática de atividade que caminha até um lugar alto, geralmente de até 2500 metros de altura. O objetivo dos praticantes do montanhismo é atingir o cume, que é o ponto mais alto da montanha. 

Ao mesmo tempo, vem o alpinismo, que é um montanhismo, só que de montanhas bem mais altas, acima dos 2500 metros. O nome é derivante dos altos dos Alpes. O fato é que ambos são bem mais radicais do que o trekking e o hiking e exige muita condição física do atleta. 

As principais diferenças entre trekking e hiking

Você sabe muito sobre essas atividades. Mas não tudo. A duração é diferente. E a dificuldade? Considere que o hiking tem vários níveis e o trekking já parte do mais avançado. Isso envolve o custo também, já que o hiking é bem mais barato, já que não exige aparato tecnológico. 

Trekking e Hiking: o que são e qual a diferença entre eles
Foto: (reprodução/internet)

A vantagem do hiking, além do mais, é que permite os “passeios” em qualquer época do ano. Enquanto que o trekking dá preferência para lugares e tempos com temperaturas amenas. Na mochila do hiking tem que ter coisas simples e na do trekking, não.

Isso porque é preciso pensar em cargueiras de tamanhos maiores, inclusive, com barracas. Aliás, até a alimentação se torna um ponto a ser pensado com bastante calma, já que a água, por exemplo, será essencial para uma atividade bem-sucedida. 

Os equipamentos usados no trekking e hiking

A gente falou dos equipamentos. Mas falamos pouco mesmo. A ideia aqui é detalhar um pouco mais sobre o assunto. No hiking, considere que uma mochila média basta. Ela deve ter capacidade, ao menos, para 20 litros. E você tem que ir de botas, com água e alimentos.

Trekking e Hiking: o que são e qual a diferença entre eles
Foto: (reprodução/internet)

Enquanto isso, no trekking os cuidados são bem maiores e importantes. Além disso que mencionamos, também vai ser preciso ter uma mala maior, de ao menos 40 litros, para suportar mais acessórios. Por exemplo, saco-cama, facas, mantas, cordas, bússola, etc. 

Até o vestuário muda para quem vai fazer trekking. Geralmente, recomenda-se roupas sintéticas e não de algodão. Além disso, o cantil de água tem que ser maior. Por isso, o montanhismo se aproxima mais do trekking, já que também exige mais equipamentos. 

As roupas de quem vai caminhar

As roupas também são um detalhe importante. Falando de forma generalizada, saiba que roupas leves são ideais. Isso porque elas permitem que o corpo respire e que se movimente com mais facilidade. Já as calças devem ser aquelas de ginástica – são melhores do que shorts.

Trekking e Hiking: o que são e qual a diferença entre eles
Foto: (reprodução/internet)

Isso porque no mato, na natureza, a incidência de insetos é comum. Aqueles tecidos com proteção solar são altamente indicados também. Camisetas de mangas longas também fazem sentido. Protetor solar e repelente são indispensáveis. 

As meias devem ser de algodão e as botas próprias para a caminhada. Elas são chamadas de botas de trilha e são boas para o caso de chuvas, água, sol, etc. Assim, ainda possuem cano mais alto e protege mais o tornozelo também. 

O esforço físico do praticante

Esse ponto também é interessante porque vai mostrar que nem todo praticante de hiking estará apto para o trekking e menos ainda para o montanhismo ou alpinismo. Geralmente, esses dois últimos são praticados apenas por profissionais. 

Trekking e Hiking: o que são e qual a diferença entre eles
Foto: (reprodução/internet)

No hiking, a gente tem um percurso menor e mais acessível, o que permite que até mesmo pessoas com menos experiência consigam chegar ao local final. No trekking, a conversa muda porque são mais variáveis, como obstáculos, tempo, subidas, árvores, etc. 

Desse modo, a prática do trekking exige uma boa condição física do praticante. Além disso, há de pensar no descanso noturno, que é altamente indicado para que se termine a trilha nos próximos dias. Sendo que o mínimo é de 1 dia, mas dá para variar até semanas. 

Como começar a fazer hiking, trekking, montanhismo e alpinismo

Saiba que a primeira coisa é justamente começar pelo começo. Ou seja, pelos níveis iniciantes. Sendo assim, uma caminhada simples, em áreas urbanas e posteriormente em campos abertos, mas seguros, como parques, é o indicado. 

Trekking e Hiking: o que são e qual a diferença entre eles
Foto: (reprodução/internet)

Somente após isso é que se recomenda o hiking. Depois vem o trekking e só por último os outros esportes, lembrando que eles são para profissionais. De todo modo, é bacana saber que o treino é importantíssimo para todo caso. 

Além disso, você tem que ter disposição, uma boa saúde física, conhecer o seu corpo, a sua alimentação, a questão do esforço físico. Além do mais, para começar, sempre procure trilhas que você conhece ou que são conhecidas da região. Evite arriscar-se demais no desconhecido.

A segurança da atividade física

Outra coisa que muda é o perigo, que é bem menor no hiking. Já no trekking existe a probabilidade de acidentes, já que nem sempre os trilhos são bem delimitados. Além disso, há mais obstáculos, que variam das árvores caídas até poças de água, de lama, animais, etc. 

A ajuda local médica pode ser um empecilho, já que chegar até esses pontos não é um caminho fácil. Logo, o ideal é que se faça o percurso acompanhado de gente experiente. E sem falar das questões climáticas e da natureza, como chuvas, ventos, tempestades.