Skyaking – Veja as regras desse esporte atípico

Quem gosta de esportes de aventura, sabe que pular de paraquedas é uma das atividades com mais adrenalina que existe no mundo. Na água, o caiaque é outra atividade radical. Agora, imagine só se fosse possível unir essas duas modalidades em um único esporte.

ANÚNCIO

Na verdade, essa possibilidade existe e ela tem o nome de skyaking. Logo, isso nada mais é do que saltar de paraquedas a bordo de um caiaque. Então, dá para fazer manobras no céu até aterrissar na água e continuar o percurso. E aí, tem coragem? Saiba as regras do skyaking.

Skyaking – Veja as regras desse esporte atípico
Foto: (reprodução/internet)

Como tudo começou

Para saber como o skyaking funciona na prática, a gente precisa dar uma volta no tempo e descobrir como é que ele foi inventado. O principal nome que temos é de Miles Daisher, que foi quem fez essa união do paraquedismo com o caiaque. 

Skyaking – Veja as regras desse esporte atípico
Foto: (reprodução/internet)

Na sua primeira tentativa, ele saltou de 4.000 metros de altura e pousou dentro de um pequeno canal de água em uma velocidade de 80 Km/h. Por isso, até hoje o Miles é chamado de “Rei do Skyaking” ou pelo menos é um mentor desse esporte radical novo.

O que é importante lembrar também é que o próprio Daisher disse que as regras do esporte passam por “fazer acrobacias”. Além do mais, ele mesmo comentou que o simples fato de saltar com o caiaque já é uma das principais regras. E pousar com ele na aterrisagem também.

O que é o skyaking

Você viu que a ideia é bem simples. Mas, como é que podemos definir o skyaking hoje em dia? Apesar de não estar presente nos principais dicionários do país, considere que é uma modalidade de esportes radicais que tem a ver com a prática do caiaque no ar.

Skyaking – Veja as regras desse esporte atípico
Foto: (reprodução/internet)

Dessa forma, ao invés de se aventurarem em rios bravos, o que os praticantes fazem é saltar em queda livre em alturas significativas (geralmente, acima de 2.400 metros). Nesse tempo, que é rápido, dá para fazer acrobacias e o término vem com a aterrisagem na água.

ANÚNCIO

A ciência consegue explicar que esse pouco ou aterrisagem acontece devido à força e a pressão que a gravidade exerce no caiaque e no atleta. E aqui tem uma curiosidade, o skyaking é visto como uma nova opção para a prática do skydiving.

O que é o skydiving

Todo mundo sabe o que é skydiving, mesmo que não seja com esse nome. Afinal, estamos falando do paraquedismo, que é um esporte radical praticado em todos os países. A ideia mais simples para explicar é: um salto em queda livre.

Skyaking – Veja as regras desse esporte atípico
Foto: (reprodução/internet)

Então, esse tipo de mergulho no céu é uma técnica entre várias do paraquedismo. Assim, leve em conta que os saltos, para serem válidos, precisam ser feitos em grandes altitudes, isto é, acima de 600 pés ou de 2.400 metros de altitude. 

Com a resistência do ar, os praticantes podem atingir velocidades acima de 200 Km/h. Mas, o valor máximo e final vai depender de uma conta que considera a altura da pessoa, o peso e arrasto (a força exercida sobre o corpo).

Quem é Miles Daisher

Atualmente, Daisher é o único praticante oficial e profissional do esporte. Inclusive, ele é o criador da modalidade, como já explicamos. E para isso e por isso, ele recebe o patrocínio da Red Bull, que é uma das maiores incentivadoras dos esportes radicais no mundo.

Skyaking – Veja as regras desse esporte atípico
Foto: (reprodução/internet)

Daisher foi também quem deu o nome à modalidade. Ele tem 40 anos e é pai de 2 filhos. Ele é um norte-americano de Idaho e estudou a estabilidade da canoa na queda em rios. O paraquedista acredita que a sua ideia se tornará uma tendência cada vez mais real.

No Instagram do Miles, você pode ver tudo o que tem lá, desde os primeiros vídeos dele saltando até mesmo o salto de skyaking, que foi um marco na história desse novo esporte. Hoje, ele tem mais de 50 mil seguidores nessa rede social. 

Os recordes de Daisher

Antes de irmos para as regras do skyaking, considere que Miles teve vários recordes sendo quebrados desde 200 e você vai se espantar com algumas delas. Em 2005, por exemplo, ele fez 57 saltos em um único dia, sendo 9 Km de subida vertical em caminhada.

Skyaking – Veja as regras desse esporte atípico
Foto: (reprodução/internet)

Em 2010, ele inventou o skyaking, que na época ficou chamado de paracaiaquismo. Em 2011, começou a atuar em filmes e fez Human Flight 3D. E dois anos depois fez dublê para o Homem de Ferro 3. No ano de 2017, bateu o recorde mundial de BASE Jumps em 24 horas.

Assim, em Twin Falls, Idaho, Estados Unidos, onde ele nasceu, Miles conseguiu realizar 63 saltos ao todo em um único dia, o que o tornou um fenômeno ainda maior no mundo dos esportes radicais. Então, é alguém para ser seguido e conhecido nesse mundo, né?

As regras do skyaking: o paraquedas

Dessa forma, a gente chega ao ponto principal do artigo. Afinal, quais as regras para praticar o skyaking. É bem fácil considerar isso se você leu o texto até aqui e viu que o esporte segue as premissas do paraquedismo, certo?

Skyaking – Veja as regras desse esporte atípico
Foto: (reprodução/internet)

O esporte pode ser praticado por homens e mulheres, apesar de que por enquanto só se tem um atleta oficial. Os paraquedas usados são fabricados de nylon e poliéster, sendo que são materiais bastante resistentes e impermeabilizados.

O paraquedista pode controlar a queda e a direção a partir de conceitos e técnicas que ele aprende nas aulas. As práticas podem ser voltadas para acrobacias, que é a ideia de fazer manobras no ar. Hoje, ainda não se tem o foco do cross country, que é a distância.

As regras do skyaking: os equipamentos

O segundo ponto é pensar nos equipamentos para entender as regras do skyaking. Nesse caso, além do caiaque e do paraquedas, a gente também deve considerar o uso de tecnologias e acessórios que fazem toda a diferença durante os saltos.

Skyaking – Veja as regras desse esporte atípico
Foto: (reprodução/internet)

Um bom exemplo é o GPS, que é aquele eletrônico que serve para informar as coordenadas do piloto, assim como a velocidade e a altura. Depois, vem ainda aqueles que são equipamentos visando a segurança do praticante, como capacetes, botas de voo e até óculos de sol.

Ah, e não podemos deixar de falar que em o paraquedas reserva, que tem que ser considerado para garantir a segurança do piloto. O paraquedas reserva é usado em situações de emergência, que é quando o paraquedas original é danificado.

As regras do skyaking: os praticantes

Abaixo, teremos um tópico sobre quem pode praticar o skyaking. Porém, antes disso, vale a pena considerar que os praticantes de paraquedismo, de um modo geral, vão precisar seguir as regras de cada empresa que vai permitir as aulas e os saltos.

Skyaking – Veja as regras desse esporte atípico
Foto: (reprodução/internet)

Por exemplo, algumas só realizam saltos de paraquedas com pessoas de até 114 quilos. Mas, quem tem mais do que 98 quilos precisam fazer uma avaliação de viabilidade antes para se ter uma ideia mais aprimorada das possibilidades. 

Sem contar que um praticante de skyaking precisa ter experiência em saltos de paraquedas. O Miles, por exemplo, é um dos paraquedistas com mais saltos na vida, sendo considerado por muitos como um exemplo para os dias atuais. 

Quem pode praticar o skyaking

Assim como todo esporte radical, o skyaking só deve ser praticado por quem tem experiência com esses tipos de modalidades. É claro que, em algum momento, a pessoa precisará começar. Mas, não se recomenda que se faça isso com o skyaking, que é muito novo.

Skyaking – Veja as regras desse esporte atípico
Foto: (reprodução/internet)

A primeira coisa é procurar uma escola de saltos de paraquedas para aprender a fazer isso. O aluno tem uma relação com o instrutor no qual vai aprender a fazer as manobras e manter a segurança entre os saltos e a aterrisagem. 

Para se ter uma ideia disso, nessas aulas é preciso aprender sobre o uso do drogue, um paraquedas que é totalmente necessário para manter a estabilidade do voo. Sem isso, a velocidade poderia chegar a mais de 300 Km/h, o que é insano.

Outros esportes aéreos

Além do skyaking e do paraquedas propriamente dito, saiba que existem outros esportes aéreos que costumam ser muito procurados pelos esportistas de aventura. Por exemplo, tem o parapente, que é bem parecido, sendo que mudam apenas algumas regras. É um voo livre também.

Skyaking – Veja as regras desse esporte atípico
Foto: (reprodução/internet)

Outra ideia é o voo de asa delta, que se assemelha a um voo de pássaros. Assim, dá para voar por vários quilômetros de distância, passando por nuvens, sobrevoando o mar e até mesmo entre montanhas. É algo incrível e apaixonante.

Outras duas ideias para quem curte atividades no ar, leve em conta que tem o balonismo, que é sobre passeios de balão mesmo, que usam ar quente. E tem o planador, que é chamado de voo a vela, sendo que ele não tem motor.

Resumo sobre o skyaking

O caiaque voador, como ele é chamado, tem um nível de insanidade bem alto. A própria Red Bull considera isso. Isso porque existem perigos como as possibilidades de falhas no paraquedas e o fato de que a aerodinâmica não é favorável para um caiaque.

Além disso, é um esporte de aventura que exige um alto nível de treinamento. “Tem algo mágico nisso. É tão divertido e você pode pousar sobre a água sem molhar a bunda”, contou o Miles, criador da modalidade. E aí, ficou com água na boca para conhecer o esporte na prática?