Felipão dá a volta por cima e retorna vencedor

Após o fracasso na Copa do Mundo de 2014, o treinador Felipão retorna e dá a volta por cima. Ele foi massacrado por torcedores e pela imprensa brasileira depois do massacre da seleção alemã. Com isso, foi trabalhar no futebol chinês.

ANÚNCIO

Assumiu o comando técnico do Guangzhou Evergrande, onde começou a enfileirar títulos do campeonato nacional. Com isso, Felipão voltou a mostrar seu valor na beirada do gramado, onde passou boa parte da vida.

No entanto, foi em sua volta ao Palmeiras que ele voltou a ter reconhecimento de fato. O técnico agora tem a missão de conquistar o bicampeonato com o alviverde, mas terá alguns problemas pelo caminho, já que os concorrentes vêm forte.

 
Felipão dá a volta por cima e retorna vencedor
Foto: (reprodução/internet)

As conquistas na volta de Felipão

Na equipe asiática, Felipão ganhou, em primeiro lugar, o Campeonato Chinês e a Liga dos Campeões da AFC. Além disso, com o segundo título citado, o Guangzhou se classificou para o Mundial de Clubes da Fifa. A equipe acabou terminando a competição em 4° lugar.

ANÚNCIO

Depois de vários títulos, o nome de Felipão passou a ser ventilado em grandes seleções e clubes Europeus. Por exemplo, a seleção da Inglaterra e o Valencia da Espanha. No entanto, esse não foi destino escolhido pelo treinador.

Vale citar que Felipão tem muita experiência internacional. Já foi treinador de Portugal, Chelsea, além de ter ganho a Copa do Mundo de 2002 com a seleção brasileira. O que não falta é currículo para o treinador.

Retorno ao Palmeiras

Em Julho de 2018 ele acerta seu retorno ao Palmeiras e, no final de novembro, sagrou-se Campeão Brasileiro. Por mais que tenha o estilo de jogo criticado, um título não é algo que se dê para contestar.

ANÚNCIO

Seu estilo, muitas vezes controverso, é vencedor. Gosta de ter o grupo na mão, em outras palavras, não se importa de sacar da equipe as grandes estrelas. No time dele joga quem estiver bem. Assim, por onde passa, conquista credibilidade.

Agora que conquistou o Campeonato Brasileiro, resta ao treinador buscar a Libertadores da América, grande sonho dos torcedores palmeirenses. Com o atual elenco, a missão não é tão impossível assim, ainda mais tendo Felipão no comando.

As polêmicas de sua carreira

Antes da Copa de 2002, a imprensa e a torcida brasileira clamavam por Romário. Felipão “abriu mão” do baixinho, mas ainda assim conquistou o penta campeonato mundial pela seleção brasileira, graças ao brilho de Ronaldo.

Djalminha era um dos cotados para ir à Copa, mas uma agressão ao treinador do La Coruña, seu time na época, fez Felipão mudar de ideia e deixar o armador fora da lista final. Rivaldo não fez com que o time sentisse saudades disso.

ANÚNCIO