Veja os vídeos dos 10 maiores nocautes da história do boxe

O boxe é um dos esportes mais violentos do mundo. No entanto, as grandes lutas que aconteceram há algumas décadas chegaram a marcar a história de uma forma única. Atualmente, falar em Mike Tyson, Holyfield e Muhammad Ali é viver esse tempo. 

ANÚNCIO

A gente fez um estudo e uma pesquisa para escolher as lutas mais marcantes, considerando o pano de fundo dela e a vitória por nocaute. Então, trouxemos os vídeos para que relembre esses momentos únicos.

Veja os vídeos dos 10 maiores nocautes da história do boxe
Foto: (reprodução/internet)

10 – Bernard Hopkins vs Oscar de la Hoya (2004)

Hoya já tinha feito a sua história ao vencer por nocaute técnico o Julio César Chávez, que era uma lenda do boxe. Assim, com uma canhota das mais incríveis, ele caminhava para uma hegemonia dentro dos ringues até encontrar o Hopkins. 

Aliás, antes disso, em 1999 ele perdeu para Félix Trinidad, por pontos. Isso também aconteceu contra Shane Mosley. Só que em 2004 apareceu no seu caminho o Hopkins, que conseguiu a vitória por nocaute, o que até então não havia acontecido contra o Hoya.

ANÚNCIO

Durante os 2 primeiros assaltos o que aconteceu foi uma luta tática e defensiva. Mas, já na 9ª rodada, o que aconteceu é que Hopkins já estava à frente nos pontos dos juízes. A finalização veio de um gancho de esquerda. 

9 – Sugar Ray Robinson vs Gene Fullmer (1957)

O Sugar Ray tem um cartel de 200 lutas e 173 vitórias no boxe, sendo mais de 100 nocautes. Ele ainda conseguiu um recorde de 85 vitórias durante o amadorismo. Em 1940 tornou-se profissional com 19 anos e em 1951 tinha o recorde de 128 vitórias e 1 única derrota. 

A ESPN diz que o Sugar foi o maior boxeador de todos os tempos. O que mais impressionava era o estilo extravagante dele, só que fora dos ringues. Tanto é que após o boxe, ele se tornou artista, mas de forma muito mais modesta do que nas lutas. 

ANÚNCIO

A segunda luta dele contra o Fullmer foi marcante e se você ver o vídeo acima vai entender o motivo. É aquele tipo de luta que o adversário tenta, mas não consegue se levantar. 

8 – Julian Jackson vs Herol Graham (1990)

Essa foi uma luta atípica. Por exemplo, ela não aconteceu nos Estados Unidos e sim na Espanha. O tempo de duração foi um pouco acima de 1 minuto e 10 segundos. E o que mais impressiona é que Graham estava no controle até o final surpreendente. Veja no vídeo.

Mesmo com os olhos inchados e até mesmo fechados, Jackson não se dava por vencido. O início da 4ª rodada foi controlado pelo Graham, de novo. E quando Graham entrou com uma tentativa de nocaute, Jackson soltou uma “bomba-gancho” no queixo do adversário.

É isso mesmo, amigos. Foi uma luta para ficar na história. E foi um típico nocaute que o atleta saiu desmaiado do ringue, viu. Tanto é que Graham ainda ficou na tela por alguns segundos e assim Jackson ficou com o título dos médios leves do WBA. 

7 – Juan Manuel Marquez vs Manny Pacquiao (2012)

Essa é a luta mais recente de todas que você vai ver aqui nessa matéria. Ela marca a história de um lutador chamado Juan Marquez que tentou vencer o Pacquiao 3 vezes. Agora, veja o vídeo abaixo e descubra porque é considerado um dos nocautes mais incríveis da história. 

A luta foi chamada de “Luta da Década” e também traria o campeão da década. O 4º e último encontro entre os boxeadores aconteceu em 8 de dezembro em Las Vegas. Marquez venceu por nocaute, como você viu acima bem no final da 6ª rodada. 

O curioso é que ambos os atletas levaram para casa uma bolada: ao menos, US$ 26 milhões para Pacquiao e US$ 6 milhões para o Marquez. Aliás, no vídeo acima, dá para ver todos os trechos importantes de todas as lutas entre eles. 

6 – Roy Jones Jr. vs Montell Griffin II (1997)

Não dá para falar de boxe masculino mundial sem citar a lenda Roy Jones. E isso poderá ser visto com a luta abaixo, que aconteceu em 1997 e foi chamada de “vingança”. O motivo é que Jones havia perdido para Griffin 5 meses antes, sendo essa a 1ª derrota da carreira dele.

E você não acredita: Roy perdeu aquela luta por desqualificação ao ter batido no oponente enquanto ele estava no chão. Bom, o fato é que assim chegamos a segunda luta, onde Jones venceu com certa propriedade. Ainda assim, uma boa luta de ser assistida. 

Curiosamente, saiba que enquanto a primeira luta foi desenrolada em 9 rodadas, a revanche durou pouco mais do que 150 segundos. Inclusive, com menos de 20 segundos, Griffin já estava nas cordas, com um gancho de esquerda que levou.

5 – Evander Holyfield vs Adílson Maguila (1989)

Seria um erro e até mesmo uma injustiça a gente ter aqui tantos nomes incríveis do boxe mundial e não ter um nocaute do Holyfield. Por isso, escolhemos esse aqui, que aconteceu em 1989 contra o brasileiro Maguila, que vinha em uma sequência de 18 vitórias. 

O nocaute aconteceu no 2º assalto e o brasileiro vinha melhor na luta. Porém, com a experiência, Holyfield não titubeou e deixou o oponente com a cara na lona. Por mais assustador que pareça, o Maguila foi direto para o hospital.

No vídeo acima, a gente consegue ver uma boa parte da luta, que valia pelo peso pesado e aconteceu no Ceaser’s Palace, em Lake Tahoe, Estados Unidos. 

4 – Lennox Lewis vs Hasim Rahman II (2001)

O Lennox foi aquele lutador que brilhou dentro do ringue. Mas, diferente de outros nomes que você viu e vai ver aqui, ele não era um rei de nocautes ou alguém que ficou a vida toda sem perder uma única luta. No entanto, foi quem mais “atazanou” os grandes lutadores da época. 

Por exemplo, chegou a vencer Evander Holyfield, Francois Botha, David Tua e até mesmo o medonho Mike Tyson. Agora, o seu grande triunfo mesmo se deu nessa luta que separamos para citar aqui, em um nocaute inesquecível, que aconteceu em 2001.

Lewis era dono de cinturões e Hasim uma espécie de novato. Só que Hasim venceu na 2ª vez, no mesmo ano. Alguns meses depois, veio a revanche, que é essa luta que está acima. O nocaute aconteceu no 4º assalto. 

3 – Rocky Marciano vs Joe Louis (1951)

Apesar de não ter a mesma fama do que Tyson ou Ali ou Holyfield, saiba que quem viu o Marciano lutar garante: ele está entre os melhores lutadores de boxe do mundo. Tanto é que tem um detalhe: ele nunca perdeu uma luta. Nenhuma sequer e olha que ele lutou 49 vezes.

Dessas 49 vitórias, saiba que 43 foram por nocaute. Bom, aqui temos um deles, que foi contra, justamente, o rei dos nocautes da época. Louis estava mais perto do fim da carreira, é verdade. Mas, ainda assim, carregava consigo uma história brilhante. Ele tinha 68 vitórias. 

Por isso, independente do vencedor, essa foi uma das lutas mais esperadas e mais incríveis de todos os tempos dentro do boxe mundial. Ainda que o esperado é que a luta terminasse nos pontos, saiba que Marciano conseguiu surpreender, como você vê no vídeo acima. 

2 – Mike Tyson vs Clifford Etienne (2003)

O Tyson é conhecido por ser um verdadeiro rei (ou Deus) dos nocautes no 1º assalto. Logo, ele sempre protagonizou as lutas mais incríveis de todos os tempos. Para se ter ideia, foram 44 nocautes no 1º assalto, uma marca que dá medo só de notar, não é mesmo?

A mão do cara era pesada mesmo. E uma das lutas que merecem ser lembradas aqui, inclusive, entre os top 3 dos nocautes da história do boxe é contra Etienne. Isso porque esse lutador também era bastante violento.

Essa luta está entre uma das mais recentes e foi rápida, diga-se de passagem. Tyson começou lançando a sua mão pesada no adversário desde os primeiros segundos. Etienne respondia. Porém uma sequência de jab de esquerda e uma finalização de mão direita acabou com a luta. 

1 – Muhammad Ali vs George Foreman (1974)

Sempre que você for procurar uma grande luta de boxe, que acabou por nocaute, você vai ver que Muhammad Ali está nela. Inclusive, essa contra o Foreman talvez tenha sido a mais épica de todos os tempos. E quem não viu, hoje pode ver também, pelo Youtube, abaixo. 

O que você precisa saber, após ver o vídeo, é que essa luta colocou fim no até então invencível George Foreman, que estava no seu auge, no seu melhor momento físico. Para se ter uma ideia, ele tinha nada menos do que 40 vitórias e nenhuma derrota até aquele momento. 

Para isso, Ali usou uma tática arriscada e pouco provável para a época: apanhar até que o adversário cansasse. E foi justamente isso que aconteceu. Tanto é que a luta chegou ao 9º assalto. Essa foi a única vez que o Foreman beijou a lona e a primeira também. 

O que é válido como nocaute

Só para fechar a matéria, vamos considerar uma coisa importante aqui. Afinal, você pode ter visto os vídeos acima e ter ficado com a seguinte dúvida: o que é considerado um nocaute, certo? Para essa resposta, nós temos que considerar o que é o nocaute no boxe.

Então, saiba que é a permanência de um boxeador em estado de inconsciência ou sem condições de prosseguir na luta. E para saber disso, o árbitro faz uma contagem de 10 segundos. Se acontecer o nocaute, o adversário vence a luta.