Remama: projeto esportivo para reabilitação de pacientes com câncer de mama

O Remama é um projeto criado pelo Instituto do Câncer do Estado de São Paulo, em parceria com a USP e a Secretaria de Estado da Saúde, e busca trazer o esporte para pacientes que tiveram câncer e que, agora, passam pela fase de reabilitação.

ANÚNCIO

Pacientes que estão passando pelo tratamento também têm direito a participar. O projeto foi iniciado ainda em 2013, e tem como objetivo incentivar as mulheres que enfrentam ou enfrentaram o câncer de mama à prática esportiva. O esporte traz benefícios para a saúde física e mental das mulheres.

A mudança da aparência física é o principal motivador de desânimo para mulheres que estão enfrentando o câncer de mama. O projeto visa manter essas mulheres motivadas positivamente. Confira aqui mais informações sobre a iniciativa.

Remama: projeto esportivo para reabilitação de pacientes com câncer de mama
Fonte: (reprodução/internet)

Fique aqui para saber mais informações sobre o projeto Remama.

ANÚNCIO

Como funciona o Remama

Pacientes com câncer que estão passando por tratamento (como cirurgias, quimioterapia e radioterapia) ou que já passaram por essa fase e agora estão no estágio de reabilitação, podem fazer parte do Remama, projeto importantíssimo para essas as mulheres.

O projeto leva essas mulheres até a Raia Olímpica, para a prática de exercícios, que constituem, principalmente, atividades de remo. Na primeira fase, essas mulheres passam por exercícios ainda em solo, em aparelhos de academia que simulam a remada utilizada em água.

Após isso, as mulheres que já sabem nadar são enviadas para a Raia Olímpica comentada acima. Elas usam equipamentos de proteção individual, como coletes salva-vidas, e podem iniciar em canoas individuais, evitando com que se sintam acanhadas com a presença de outros.

ANÚNCIO

Escolha de nome não foi aleatória

Para quem não sabe nadar, é possível praticar com conjunto com outras participantes do projeto, para que não se sintam inseguras. O nome do projeto não foi escolhido aleatoriamente, como muitas pessoas acham.

Médicos oncologistas afirmam que o aumento da resistência muscular e aumento da força em músculos próximos aos locais afetados pelo câncer trazem melhoras no processo de recuperação física do local.

A remada fortalece vários grupos musculares, mas têm ênfase nos músculos do peito e costas. Por isso é tão importante conhecer bem os exercícios que pratica, pois dessa maneira, se torna possível ser mais saudável e combater doenças.

Qualidade de vida para as pacientes

Ser diagnosticada com câncer é um ‘baque’ na vida de qualquer pessoa. O câncer de mama é o que mais ocorre em mulheres do mundo todo, sendo seguido pelo câncer de colo de útero, outro que, infelizmente, mata milhares todo ano.

Durante o processo de tratamento, muitas mulheres precisam realizar a mastectomia, cirurgia que faz a remoção parcial ou total das mamas com câncer. Porém, nem sempre o processo para por aí, pois muitas delas precisam de outros tratamentos.

Isso traz um impacto negativo na saúde física e psicológica da mulher. O projeto Remama busca trazer maior qualidade de vida para quem passa por essa fase da vida. O aumento da autoestima através da prática de exercícios físicos é uma excelente maneira de se manter bem consigo mesmo.

Contato do projeto

Para quem deseja saber mais informações sobre o projeto, como agenda de atividades, e como participar, basta entrar em contato com o e-mail atendimento@aedrehc.org.br, além de também ser possível enviar uma mensagem acessando este link.