Polêmica surge após técnico postar foto vestido como Hitler

As redes sociais têm se tornado cada vez mais um lugar onde as pessoas expõem suas vidas e podem receber críticas de pessoas do mundo todo. Porém, ainda assim às vezes nós não temos muita noção do alcance dessa ferramenta.

É muito fácil uma simples postagem se tornar viral, ainda mais quando ela vai contra a moral das pessoas que estão tendo acesso àquele conteúdo. Isso aconteceu com o técnico de basquete brasileiro neste mês de junho. 

Rinaldo Rodrigues, atual técnico da Liga Sorocabana, postou em uma das suas redes sociais uma foto caracterizado de Hitler e foi extremamente criticado. Além da repercussão entre as pessoas, a Confederação Brasileira de Basquete também se pronunciou. 

Polêmica surge após técnico postar foto vestido como Hitler
Foto: (reprodução/internet)

Fique por aqui e veja o que o treinador falou em sua defesa. Também iremos mostrar a nota de esclarecimento da Confederação Brasileira de Basquete e o repúdio que foi publicado pela Federação Israelita de São Paulo.

Quem foi Hitler?

Para entender melhor toda essa polêmica, iremos explicar brevemente quem foi Hitler para que fique claro o motivo do repúdio entre as pessoas com essa postagem e o porquê da Federação Israelita se manifestar.

ANÚNCIO

Adolf Hitler foi um líder político que acabou marcando uma geração, mas infelizmente não foi por fazer coisas boas. Ele comandava um grupo de pessoas na Alemanha, que se intitulavam como nazistas, incentivando o homicídio de pessoas judias e negras. 

O ódio maior era pelos judeus e, quando Hitler assumiu o poder, resolveu tomar algumas medidas contra esse povo criando campos de concentração para exterminar todos eles causando o maior genocídio, que significa a matança de pessoas em massa, da história.

A postagem do técnico

Bom, agora que já falamos um pouco sobre quem foi Hitler, o personagem a qual o técnico Rinaldo Rodrigues estava “representando”, fica mais fácil entender toda essa história e a repercussão dela. 

Após postar a imagem caracterizada como o líder político do Nazismo, as pessoas começaram a criticar e compartilhar a foto para que alguma providência fosse tomada. O técnico apagou a postagem e logo depois se pronunciou, dizendo:

“Venho através deste ‘storie’ me desculpar pela postagem. Fui infeliz e afirmo que não concordo com essa figura triste da história mundial. Foi apenas uma brincadeira com amigos, que fizeram essa montagem por conta do meu cabelo. Tão logo tive a ciência de quem se tratava, retirei o conteúdo do ar.”

O pronunciamento das autoridades

“Só tivemos contato visual. Trata-se de uma atitude abominável, de lesa humanidade e que vai completamente contra nossos valores. Vamos reunir informações sobre o ocorrido e levar ao nosso jurídico para entender quais são as atitudes cabíveis”, comentou a CBB.

“Trata-se de atitude indesculpável e que merece toda forma de condenação possível. Não toleraremos ‘brincadeiras’ com temas tão sensíveis para todos nós”, comentou a Federação Israelita de São Paulo e afirmaram que algumas medidas serão tomadas

Em entrevista para o site da Uol o treinador voltou a pedir desculpas “Isso aí (roupa nazista ) não tem nada a ver. Isso aí é por causa do meu cabelo. O que eu vejo é por causa do meu cabelo. Deus que me perdoe, sou um cara católico, Deus o livre (qualquer associação com o nazismo )”.

ANÚNCIO