Planejamento para ir a Copa de 2022 no Qatar

A Copa do Mundo é um evento muito importante para os brasileiros, tanto que quando acontece algumas empresas dispensam seus funcionários um pouco mais cedo do que o normal. Toda Copa do Mundo é igual, os brasileiros se juntam para torcer para a vitória do Brasil.

ANÚNCIO

O jogo da Copa do Mundo é público, portanto qualquer um pode assisti-lo pela televisão, mais precisamente pelo canal da Rede Globo. Em alguns lugares acontecem alguns eventos públicos para a transmissão dos jogos, como a antiga Copa Fun Fest.

No entanto, para alguns torcedores natos, é um sonho de consumo ver um jogo da Copa de perto. Mas para isso, é necessário planejar gastos financeiros para escolher um pacote de viagem e de ingresso que valha a pena comprar.

Planejamento para ir a Copa de 2022 no Qatar
Fonte: (Reprodução/Internet)

Neste artigo, confita algumas dicas de planejamento para ir aos jogos da Copa do Mundo no Qatar.

ANÚNCIO

Análise de mercado do Qatar

Antes de tudo, é necessário analisar que tipo de viagem você desejaria fazer, e quantos jogos pretende assistir. Dependendo do lugar que o torcedor queira assistir, será necessário uma pequena análise no mercado do país.

Por exemplo, na Argentina, alguns habitantes gostam de assistir aos jogos comendo pão de forma com frios, refrigerantes e iogurtes recém comprados. Já os brasileiros, gostam de assistir aos jogos comendo fast-food.

Na capital do Qatar, Doha, os preços de alimentação não se diferem muito de outras cidades internacionais, como Paris e Londres. Um lanche no McDonald’s, por exemplo, custa cerca de US$7, o mesmo preço de uma refeição em um restaurante barato.

ANÚNCIO

Já um almoço para duas pessoas já fica um pouco mais salgado, com dois pratos e sobremesa fica em torno de US$45. Em relação às bebidas alcoólicas, os muçulmanos são proibidos de adquirir e consumir, por isso os preços das bebidas não são nada receptivos.

Planejamento financeiro: passagens e hotéis

Mesmo que os pacotes para a Copa do Mundo no Qatar ainda não estejam à venda, é importante realizar uma busca de passagens aéreas para o início de um planejamento. Claramente, quando estiver perto do evento acontecer, os ingressos e pacotes vão estar com os valores nas alturas.

Por isso, é de extrema importância que o torcedor procure hotéis pelo menos um ano antes. Geralmente, a reserva de hospedagem nessa época é muito difícil e limitada. De acordo com portal “Como Investir”, existem três tipos de perfis para uma viagem aos jogos da Copa.

O primeiro seria o econômico, que será possível alugar um quarto, apartamento ou hostel para uma viagem de oito dias, que é a média de tempo que os torcedores permanecem nas Copas. Com esse planejamento será possível assistir aos dois jogos nas oitavas de final.

Além do planejamento econômico, ainda existe o moderado que persiste em ser uma viagem de 15 dias e a presença de cinco partidas em um lugar mais sofisticado. Você poderá ter estadia em um hotel mais simples ou um quarto melhor localizado e confortável. Com US$60 por dia, será possível realizar duas refeições com dois pratos e sobremesa.

O planejamento que mais custará dinheiro é o entusiasta, que consiste em um orçamento para 30 dias de viagem em um hotel três estrelas e a participação de 15 jogos com lugares destaque no estádio. Com US$100 é possível degustar a culinária da região tranquilamente.

Estratégia para economizar dinheiro

Para o planejador financeiro Caco Santos, a melhor estratégia para economizar para uma viagem ao exterior é buscar uma aplicação em dólar. No caso do perfil entusiasta, o torcedor deverá economizar US$263 (em reais) até que o dinheiro seja suficiente para aplicação em um fundo cambial.

Com isso, o investidor ficará protegido contra a oscilação da moeda norte-americana. No entanto, o planejador diz que a maior parte dos gastos da viagem serão pagos em reais, como o hotel, passagem e os ingressos para os jogos.

Antes de fazer um investimento em um fundo cambial, é necessário saber que a aplicação mínima é de R$1 mil, e seria inteligente da parte do torcedor aplicar em um fundo atrelado à variação do DI até obter um volume suficiente para a transferência para um fundo cambial.