Palmeiras e Grêmio, o que esperar de um jogo desse?

Um confronto que carrega muita história já faz barulho antes mesmos de começar. O que esperar, Palmeiras e Grêmio ou Grêmio e Palmeiras? Tanto faz, pode ser no Alianz Parque ou na Arena do Grêmio, em São Paulo ou Porto Alegre. Os jogadores vão guerrear até o fim. A Taça Libertadores da América é marcada por jogos vibrantes, que carregam muita emoção, e, do mesmo modo, Palmeiras e Grêmio não fogem a regra.

Esse confronto virou uma verdadeira guerra em 1995. Os dois gigantes do futebol se encontraram nas quartas de final da Libertadores daquele ano e marcaram toda uma geração. Não há, no meio do futebol, quem não se lembre da expulsão de Rivaldo acertando Arce. Isto antes do volante Dinho agredir o meia Válber. Do mesmo modo o palmeirense reagiu, dando um soco no nariz de Dinho, que sangrou muito, e ambos foram expulsos.

Grêmio e Palmeiras lendário
Palmeiras e Grêmio na batalha dos 3 jogos, duas competições e um destino. Foto: Reprodução

Já fora de campo Dinho correu atrás de Válber e deu um chute em sua cabeça. E, como se não bastasse, o goleiro Danrlei, pelas costas, também agrediu o palmeirense. Por causa das brigas a partida foi interrompida por 14 minutos, com a rivalidade à flor da pele. O clima era tenso e não se esfriou. Em suma, o Palmeiras pagou caro por todo esse descontrole emocional.

No jogo de volta, em São Paulo, no Parque Antártica, o Verdão quase fez o impossível com Rivaldo e Válber suspensos e Roberto Carlos lesionado. Goleou o Grêmio por cinco a um, depois de tomar o primeiro gol. Entretanto o tricolor avançou e foi campeão da Libertadores naquele ano. Por pouco a decisão não foi para os pênaltis. Assim era um Palmeiras e Grêmio.

Palmeiras busca retomada em trinca inusitada contra o Grêmio

Após a pausa motivada pela Copa América, o time de Felipão espera mostrar, nesta sequência, que se recuperou de vez, embora esteja comemorando triunfos (um pela classificação na Copa do Brasil, e outro pela Libertadores). O time alviverde não vive um bom momento no Brasileirão. Ainda que permaneça no alto da tabela, o verdão perdeu a liderança após cinco empates e duas derrotas.

ANÚNCIO

Palmeiras e Grêmio terão os dois primeiros confrontos em Porto Alegre (RS). Um no sábado, dia 17, pelo Brasileiro, e outro na terça, dia 20, pela ida das quartas de final da Libertadores. No entanto nas últimas duas idas à arena do adversário, o Verdão venceu – 3 a 1 no Brasileiro de 2017 e 2 a 0 no de 2018. Já na terça seguinte, dia 27, o duelo será no Pacaembu, onde o Palmeiras também leva vantagem contra o Grêmio. Desde 2014, graças a shows no Allianz Parque, os times fazem, pelo menos, uma partida por ano no estádio municipal e o Verdão venceu todas.

Diante da mudança na agenda do Palmeiras, o Grêmio pediu o adiamento do jogo contra o Furacão, mas a CBF não acatou. O presidente Romildo Bolzan Júnior chegou a falar em favorecimento ao Verdão, porém o Dudu:

“Acho que nem devo falar nisso, mas não tem condições de o Fluminense jogar na quinta e sábado, nem nós no domingo e na terça. Se foi adiado, temos de acatar. O Grêmio reclama, porque também tem o direito, passamos por isso de vários jogos seguidos. Aí mostra o elenco. Temos elenco para disputar estas competições, e o Grêmio também. Isto fica com a diretoria, com a CBF para discutir”, respondeu.

ANÚNCIO