Olimpíada de Tóquio corre o risco de ser cancelada

A Olimpíada de Tóquio parece cada vez mais distante de acontecer. De acordo com informação dada pelo “The Times”, jornal britânico, o governo japonês busca formas de adiar a realização do evento, que, de acordo com eles, é imprudente para o momento.

ANÚNCIO

A pandemia de coronavírus se espalha rapidamente pelo globo, e o Japão não quer ser responsável por criar mais aglomerações durante um período tão complicado de nossa história. Apesar do possível cancelamento, uma nova data já está sendo pensada pelas autoridades.

Olimpíada de Tóquio corre o risco de ser cancelada
Foto: (Kyodo)

Risco de cancelamento das Olimpíadas de Tóquio

O “The Times” divulgou que as Olimpíadas de Tóquio devem ser canceladas. O governo japonês se preocupa com sua população, e para evitar o alastramento da doença em seu território, busca formas de não realizar o evento:

“Ninguém quer ser o primeiro a dizer isso, mas o consenso é que é muito difícil. Pessoalmente, não acho que isso vá acontecer”, teria dito a fonte que divulgou a informação para o jornal. No entanto, esse não é o posicionamento que Thomas Bach, presidente do COI, espera.

ANÚNCIO

O presidente já disse que não tem razões para crer que será necessário cancelar os jogos olímpicos, e que, de acordo com ele, tudo deve acontecer normalmente, com as disputas tendo início no dia 23 de julho. Apesar disso, o Japão, aparentemente, discorda de Thomas nisso.

Olimpíadas já foram canceladas anteriormente

Se engana quem acha que as Olimpíadas nunca foram canceladas. Nas Guerras Mundiais, por exemplo, não houve a realização do evento, já que muitos atletas serviram aos seus respectivos exércitos, e não havia clima para confraternização.

Olimpíada de Tóquio corre o risco de ser cancelada
Foto: (Fabrice Coffrini/AFP)

Nos anos de 1916, 1940 e 1944, o evento foi cancelado por conta desses conflitos. No entanto, não vivemos em uma guerra atualmente, o que ocasionaria na primeira edição da Olimpíada cancelada em tempos considerados de paz.

ANÚNCIO

A grande decisão deve sair em breve, mas enquanto alguns países enfrentarem dificuldades para colocarem em prática seus planos de vacinação, a realização do evento parece cada vez mais distante, até porque os atletas não são os grupos prioritários para receberem a vacina. 

Novas modalidades seriam implementadas

O cancelamento dessa edição do evento viria como uma notícia muito triste para os fãs de esporte, ainda mais se levarmos em consideração que novas modalidades olímpicas estavam por vir, e o Brasil tinha boas chances de conseguir medalhas com elas.

Karaté, escalada, surfe, beisebol e skate são as novas modalidades que fazem parte do hall olímpico agora. Porém, ao que parece, teremos que esperar a edição de Paris ser realizada para conferirmos o desempenho dos atletas nesses esportes.

Apesar de não ter muita tradição no beisebol e na escalada, karaté, surfe e skate surgem como boas possibilidades de pódio para o Brasil, que é referência mundial no assunto. Nomes como o de Gabriel Medina e Ítalo Ferreira poderiam competir para conseguir medalhas para o país.

Nova data escolhida

As duas próximas edições do evento já tem sede garantida, sendo Paris e Los Angeles. No entanto, o Japão, caso confirme o cancelamento, já está com planos de sediar a Olimpíada de 2032, aproveitando boa parte da estrutura já criada pelo país.

ANÚNCIO