Veja os jogos mais difíceis de Guga: O top 1 do tênis brasileiro

O Guga, nosso querido Gustavo Kuerten, tem uma história muito peculiar dentro do tênis mundial. Hoje, ele é referência por aqui, sendo chamado o tempo todo para participar de eventos motivacionais e esportivos. Mas, talvez você não se lembre mais das grandes vitórias do Guga, que indicam partidas eletrizantes e até mesmo demoradas. 

ANÚNCIO

Para se ter uma ideia, o Guga tem alguns relatos próprios que fala sobre suas viradas contra grandes nomes do tênis mundial. E há ainda títulos e mais títulos que foram vencidos em vários países do mundo. Se você não acompanhou a trajetória do Guga ou não se lembra dela, esse texto é uma ótima forma de reviver isso.

Mas, cuidado, o que temos aqui são palavras fortes. Ao menos, do ponto de vista da emoção. Inclusive, essa primeira história que vamos contar abaixo é totalmente emotiva, já que o Guga conseguiu uma reação em uma partida praticamente perdida após ouvir a voz do irmão.

É sério, não se trata de um conto sobrenatural. O irmão dele, o Rafael, estava lá e deu um grito de ordem para o irmão, que ouviu e sintonizou no caminho da vitória, da virada, do título. Foi assim que ele venceu o seu primeiro Roland Garros, como vamos contar abaixo, em 1997.

ANÚNCIO

Ah, e só para contextualizar tudo aqui, saiba que o Gustavo Kuerten tem 44 anos, é de Florianópolis (SC), se profissionalizou em 1995 e se aposentou em 2008. Ficou em primeiro lugar no ranking de 2000.

1997 – Guga x Muster

Veja os jogos mais difíceis de Guga: O top 1 do tênis brasileiro
Foto: (reprodução/internet)

Nesse ano, durante a disputa de Roland Garros, Guga venceu os seus dois primeiros jogos. Mas, foi no 3º que ele teve que lidar com um dos jogos mais difíceis da sua carreira. O nome do obstáculo era Thomas Muster, o campeão de Roland Garros de 1995 ou “rei do saibro”. 

O jogo era uma experiência e tanto pelo azarão Gustavo Kuerten, que tinha apenas 20 anos na época. E tudo aconteceu, de forma positiva, a partir do 5º set. Isso porque quando perdia aquele set por 3 a 0 Guga ouviu o irmão, Rafael, dizer “Allez, Guga”. Algo como “Vai, Guga”.

ANÚNCIO

Nesse vídeo acima você poderá ver os melhores momentos do Guga nessa partida, além de ver o abraço caloroso do irmão dele.

O que você pode saber, além do mais, é que mesmo tendo vencido a competição em 1995 e chegar a liderança do ranking mundial em 1996, Muster não conseguiu levar a melhor contra o Guga, em 1997. A carreira dele foi abandonada em 1999.

1998 – Guga x Kucera

Veja os jogos mais difíceis de Guga: O top 1 do tênis brasileiro
Foto: (reprodução/internet)

No ano de 1998, durante o ATP de Stuttgart, Guga venceu o eslovaco Karol Kucera na final. Ou seja, tornou-se campeão. Porém, apesar de não ter parecido uma vitória tão complicada assim, há de se considerar pontos importantes que fazem a façanha se tornar ainda mais incrível.

Esse foi o primeiro título de Guga após Roland Garros. Logo, foi fundamental para que ele mantivesse o prestígio da carreira. Durante a campanha, além da final, ele passou por nomes como de Meligeni, Carlos Costa, Alberto Costa e Carlos Moya. 

Aliás, sobre a final, ele conseguiu uma vitória espetacular, sendo de 4/6, 6/2 e 6/4.

2000 – Guga x Kafelnikov

Veja os jogos mais difíceis de Guga: O top 1 do tênis brasileiro
Foto: (reprodução/internet)

Em entrevista recente para alguns canais de comunicação, Guga relembra essa partida. “Virei um jogo perdido contra o Kafelnikov”. E ele conta detalhes daquela partida: “estava 2 sets a 1 para ele. Eu estava perdendo de 4 a 1 o quarto set. Foi o jogo mais complicado que tive”. 

Até mesmo para os comentaristas daquele dia, o nosso atleta estava vendo o sonho de se tornar bicampeão ir para mais longe. A curiosidade está no fato de que o seu adversário, daquele momento, era o número 4 do mundo e tentou de tudo para vencer a partida. 

Mas, após 3 horas de partida, o brasileiro levou a melhor. Assim, Guga venceu o primeiro set por 6/3. O segundo set foi do russo pelo mesmo placar. O adversário de Guga fechou o terceiro set, em 4/6. Só que Guga conseguiu a virada no quarto set, em 6/4.

E por fim, no último set, Guga levou por 6/2 e garantiu vaga na semifinal da competição. 

2000 – Guga x Ferrero

Veja os jogos mais difíceis de Guga: O top 1 do tênis brasileiro
Foto: (reprodução/internet)

No mesmo ano, aliás, na sequência do jogo contra o Kafelnikov, Guga enfrentou outra pedreira. Apesar de tudo, ele diz que era esperado já que conquistar o Grand Slam está longe de ser uma tarefa fácil. 

A partida foi parecida com o jogo contra o russo. Ou seja, Guga saiu perdendo. “Eu estava 2 sets a 1 atrás e ele abriu vencendo o outro set por 3 a 1”, lembra o tenista. Sobre Juan Carlos Ferrero, ele estava no auge da carreira e queria o seu nome na história. 

Bom, Guga venceu o primeiro set por 7/5. Depois, Ferrero venceu os dois sets seguidos, em 4/6 e 2/6. Já no quarto set, Guga que estava perdendo, conseguiu a virada. Ele fechou em 6/4 e conseguiu a vitória no set seguinte, em 6/3.

2000 – Guga x Norman

Veja os jogos mais difíceis de Guga: O top 1 do tênis brasileiro
Foto: (reprodução/internet)

Se nos dois últimos tópicos você viu uma parte da caminhada do Guga até o prêmio daquela competição, considere que a final também teve os seus percalços. Ainda que não seja considerado o jogo mais difícil do campeonato, Guga fala sobre os desafios. 

“O momento de sacramentar a vitória foi complicado porque a partir daquele match point inicial nós ficamos mais 50 minutos na tentativa”. É isso mesmo: foram mais 12 matches points até Guga conseguir colocar a mão na taça francesa pela segunda vez. 

“Eu vinha jogando, jogando e perdendo o match point. Chegou uma hora que eu disse – não posso mais perder senão eu vou perder a partida”. 

2000 – Guga x Sampras

Veja os jogos mais difíceis de Guga: O top 1 do tênis brasileiro
Foto: (reprodução/internet)

Sampras é outro nome que aparece entre os principais concorrentes do Guga. Nesse ano de 2000, durante uma semifinal em Lisboa, Guga passou maus bocados, que valem a pena ser citados aqui, ainda que não seja de uma final. 

Ele já havia perdido para o Sampras duas vezes, sendo na Master Cup de 1999 e no Miami de 2000. E para piorar a situação ainda perdeu o tiebreak. Porém, a reação aconteceu e Guga virou o placar, ficando em 6/7, 6/3 e 6/4. 

Curiosamente, ele havia perdido a partida inicial da competição também, para o Agassi. Nesse mesmo ano, na mesma competição, ele foi até a final e enfrentou Agassi, como veremos abaixo.

2000 – Guga x Agassi

Veja os jogos mais difíceis de Guga: O top 1 do tênis brasileiro
Foto: (reprodução/internet)

Apesar de muitas vitórias terem sido complicadas, Guga já chegou falar algumas vezes que a sua mais complicada vitória foi contra o André Agassi, que é outra referência do tênis. O jogo representava a final do ATP de Lisboa, em Portugal – além da liderança no ranking mundial.

Em uma entrevista que deu ao site ESPN, Guga chegou a dizer que “sem dúvida, a melhor exibição da minha vida. Eu nunca joguei de forma tão perfeita em uma final, nem mesmo nas três conquistas de Roland Garros”. 

E também há um vídeo que mostra os melhores momentos dessa partida, que está acima. 

Inclusive, o tenista brasileiro comentou que foi uma sequência de jogos que o fez dar tudo o que podia para vencer, afinal, ele passaria por nomes consagrados no tênis, como Kafelnikov, Sampras além do Agassi. 

Os detalhes da partida, Guga relembra: “Depois de eu ganhar o primeiro set, ele passou a jogar um tênis de outro planeta e virou o placar. Então, comece a recuperar e dizia a mim mesmo que teria que fazer mais. Quando ele pareceu cansado, eu fui para a vitória”. 

2000 – Guga x Safin

Veja os jogos mais difíceis de Guga: O top 1 do tênis brasileiro
Foto: (reprodução/internet)

O último jogo de 2000 que vamos citar aqui, que representou um dos maiores desafios do Guga foi a final de Hamburgo, contra o jovem Marat Safin. A partida foi muito tensa e de alto nível, sendo que o placar ficou apertado em 6/4, 5/7, 6/4, 5/7 e 7/6. 

Mas, ainda assim, foi o 3º troféu do tenista brasileiro no Master. 

2001 – Guga x Rafter

 

Veja os jogos mais difíceis de Guga: O top 1 do tênis brasileiro
Foto: (reprodução/internet)

Esse título do Guga também merece o seu lugar de destaque. Isso porque foi o segundo prêmio do tenista brasileiro considerando a quadra dura. A campanha ainda menciona nomes muito conhecidos do tenista, como Roddick, Kafelnikov e Ivanisevic. 

Obviamente, você pode achar que é um título simples porque a duração da partida foi muita rápida, sendo pouco mais de uma hora. No entanto, ele venceu alguns dos melhores do mundo, ainda que a final tenha sido considerar mais fácil, terminando em 6/1 e 6/3.

Os principais títulos de Gustavo Kuerten

Se a gente for considerar todos os grandes prêmios do Guga, a gente vai ver que temos 3 títulos no Grand Slams, todos no Aberto da França, nos anos de 1997, 2000 e 2001. Já o jogo contra o Agassi, citado acima, representa o Tennis Masters Cup, em Lisboa. 

Já na série Master, o tenista tem outros vários títulos de campeão. Por exemplo, o de Monte Carlo e Roma em 1999, o de Hamburgo em 2000, novamente em Monte Carlo no ano de 2001 e em Cincinnati, no mesmo ano de 2001. 

Guga também acumula alguns vice-campeonatos na série Master, sendo em Montreal (1997), Miami (2000), Roma (2000 e 2001) e Indian Wells (2003).