Jogadores do Palmas morrem em desastre aéreo

A aeronave que levava os jogadores do Palmas para disputar uma partida fora do estado, em Goiânia, acabou sofrendo um acidente e caindo em uma pista de pouso privada, no Tocantins. Quatro jogadores morreram na tragédia.

ANÚNCIO

Além deles, Lucas Meira, presidente do clube, e Wagner Machado, que estava no comando da aeronave, também vieram a óbito. Diversos clubes lamentaram o ocorrido e postaram mensagens de apoio ao Palmas em suas redes sociais.

Jogadores do Palmas morrem em desastre aéreo
Foto: (Reprodução/CPMTO)

Aeronave não podia atuar como táxi aéreo

A tragédia aconteceu na manhã de domingo (24). A aeronave não ficou muito tempo no ar, caindo pouco tempo depois de ter decolado. O RAB, órgão fiscalizador de aviões no Brasil, divulgou que o bimotor não poderia atuar como táxi aéreo.

O modelo da nave permite o transporte de até 6 pessoas, mas não pode ser utilizado para atuar da maneira que estava fazendo. No entanto, o Palmas se pronunciou e garantiu que não utilizava o veículo como táxi aéreo.

ANÚNCIO

Ainda de acordo com o RAB, o avião, nos registros, pertence à construtora Meirelles Mascarenhas. O Palmas, mais uma vez, divulgou que o presidente, Lucas Meira, havia comprado o veículo há pouco tempo e que a aeronave estava em processo de transferência.

Jogadores vítimas do acidente

Todos os jogadores que foram vítimas do ocorrido ainda eram muitos jovens, com o mais velho deles tendo apenas 28 anos. Guilherme Noé, um dos acidentados, começou a carreira no Corinthians, e tinha acabado de ser contratado pelo Palmas.

Todos eles chegaram ao clube ainda esse ano, buscando nova oportunidade de brilhar no cenário futebolístico, Lucas Praxedes (23) e Ranule (27) foram outras vítimas. Ambos chegavam para ser lateral-esquerdo e goleiro, respectivamente.

ANÚNCIO

Além deles, Marcus Molinari (23), que teve boa passagem pelo Atlético-MG, e é filho do ex-jogador Marinho, também morreu no acidente. O presidente do clube, Lucas Meira, também era muito jovem, tendo apenas 32 anos.

Outros acidentes com times de futebol

Além da tragédia que aconteceu com o Palmas, outros times já sofreram com desastres aéreos. Um deles foi o Manchester United, que em 1958, perdeu nada menos do que 23 jogadores em um único dia, graças ao acidente.

Jogadores do Palmas morrem em desastre aéreo
Foto: (divulgação/Caldense)

Bobby Charlton e Matt Busby, dois dos maiores ídolos da história do clube, sobreviveram ao ocorrido. Outro desastre que não deixa de ser lembrado é o que aconteceu recentemente com a Chapecoense, enquanto o time se locomovia para disputar a Sul-Americana.

No da equipe brasileira, 71 pessoas acabaram morrendo, e o time acabou sendo coroado campeão do torneio mesmo não podendo jogar o último jogo. Alan Ruschel, que estava presente, sobreviveu e conseguiu retomar a carreira como jogador.

Pronunciamento das equipes

Ao ficarem cientes do ocorrido, diversas equipes do futebol brasileiro se posicionaram para demonstrar apoio ao Palmas, que passa por momento complicado após perder seus jogadores. A Chapecoense emitiu nota em seu twitter:

“Infelizmente, sabemos como é este momento de dor insuperável por perdas irreparáveis e gostaríamos que nenhuma outra agremiação tivesse que sentir o mesmo”, disse o time em sua conta oficial. Diversas outras equipes também se pronunciaram.

Atlético Mineiro, Botafogo, Flamengo, Vasco da Gama e outros gigantes do futebol nacional se compadeceram do ocorrido. Além deles, o presidente do Vila Nova, que seria o adversário da equipe, também lamentou o acidente e demonstrou apoio ao Palmas.

ANÚNCIO