10 atletas olímpicas que competiram grávidas

A participação das mulheres está cada vez mais presente nas Olimpíadas, e isso pode ser facilmente provado. Segundo dados da CNN Brasil, a presença feminina nos Jogos Olímpicos de Tóquio corresponde a 48,8% dos atletas. Apesar de ainda serem a minoria, as atletas estão dispostas a dar o melhor de si mesmo que estejam grávidas. 

ANÚNCIO

Isso mesmo! Grandes nomes do esporte feminino como o de Serena Williams já disputou provas quando estava gestante. Outro detalhe interessante é que ela venceu sua adversária, que não estava grávida. Além de Williams, existem diversos exemplos impressionantes. Confira 10 atletas que disputaram os jogos grávidas.

10 atletas olímpicas que competiram grávidas
Fonte: (Reprodução/Internet)

Magda Julin 

Magda Maria Henrietta Julin foi uma atleta sueca que competiu nos Jogos Olímpicos em Antuérpia, no ano de 1920. Inclusive, foi a estreia do Brasil nas competições. Falando sobre Magda, ela foi campeã na modalidade de patinação artística. Um fato curioso é que ela estava grávida de 3 meses quando venceu a disputa. Na época, a patinadora tinha 26 anos.

10 atletas olímpicas que competiram grávidas
Fonte: (Reprodução/Internet)

Naquela época, as regras desportivas eram muito diferentes das atuais. As roupas usadas pelas patinadoras eram na verdade um vestido longo e folgado. Será que era fácil fazer manobras espetaculares com essas vestimentas? 

ANÚNCIO

Juno Stover 

Já em 1952, a norte-americana Juno Stover-Irwin competiu grávida de 3 meses na modalidade de saltos ornamentais. Assim como Magda Julin, a atleta norte-americana ainda foi ao pódio com a medalha de bronze. Juno competiu quatro vezes pelos Estados Unidos, sendo em 1960 a última competição.

10 atletas olímpicas que competiram grávidas
Fonte: (Reprodução/Internet)

A mergulhadora chamava atenção por sempre estar com seu ukulele. Em todas as competições ela levava o instrumento para se divertir e relaxar. Ainda, entrou para a história como a primeira atleta do salto ornamental a compedir em quatro Jogos Olímpicos. 

Depois que se aposentou, Juno passou a treinar a equipe da California State University. Em 1980, a International Swimming Hall of Fame prestou homenagem à atleta. Além de ser medalhista olímpica, ela ganhou duas pratas nos Jogos Pan Americanos

ANÚNCIO

Cornelia Pfohl

Outro exemplo é Cornelia Pfohl, atleta alemã e medalhista olímpica. Nas Olimpíadas de 2000, em Sydney, Cornelia ganhou bronze quando estava no primeiro mês de gestação. Não foi apenas uma vez que a arqueira competiu grávida. Nos Jogos de Atenas, ela participou das competições com 7 meses de gravidez.

10 atletas olímpicas que competiram grávidas
Fonte: (Reprodução/Internet)

Cornelia ganhou duas medalhas durante a sua carreira, uma de prata nos Jogos Olímpicos de Atlanta, em 1996, e outra de bronze nos Jogos de Sydney, em 2000.  Ao competir grávida de 7 meses, a atleta chamou atenção do mundo inteiro pois até aquele momento aquilo nunca tinha acontecido com outra mulher.

Anky van Grunsven

Em 2004, nas Olimpíadas em Atenas, a holandesa Van Grusven brilhou ao ganhar medalha de ouro no hipismo, na modalidade adestramento. Naquele ano, a atleta tinha 36 anos e surpreendeu ao dizer que estava grávida de 5 meses. Anky é tricampeã olímpica, com ouro nos Jogos Olímpicos de Sydney, Atenas e Pequim. 

10 atletas olímpicas que competiram grávidas
Fonte: (Reprodução/Internet)

A atleta também levou medalhas em outras Olimpíadas, como prata em Barcelona, Atlanta, Sydnei e Pequim, no adestramento em equipe. Anky começou a carreira aos 12 anos de idade, e se aposentou depois de competir nos jogos em Londres, em 2012. Assim, a holandesa fez parte do registro histórico de gestantes olímpicas.

Diana Sartor

Diana Sartor é uma competidora de Skeleton, jogo das tradicionais competições de inverno. A alemã competiu entre os anos de 1996 e 2006. Sartor chamou a atenção do público por estar grávida e participar dos Jogos de Inverno de 2006, em Turim. Para quem não sabe, Skeleton é uma modalidade em que o atleta precisa ficar virado de barriga para baixo na prancha. 

10 atletas olímpicas que competiram grávidas
Fonte: (Reprodução/Internet)

Com uma gravidez de 9 semanas, Sarton ainda conseguiu encerrar a disputa em quarto lugar. Por pouco não levou medalha de bronze. Ainda assim, a alemã registra feitos importantes como ser campeã no skeleton feminino no Campeonato Mundial FIBT. Além de ser campeã europeia e medalhista de prata e bronze na copa do mundo. 

Katerina Kurkova

Katerina Kurkova-Emmons é uma ex-atiradora nascida na República Checa. Nos Jogos Olímpicos de 2008, a atleta conquistou medalha de ouro durante a prova de Tiro esportivo. Naquele ano, Katerina competiu grávida de 1 mês aos 24 anos de idade. Emmons é casada com o também atirador olímpico e norte-americano Matt Emmons. 

10 atletas olímpicas que competiram grávidas
Fonte: (Reprodução/Internet)

No total, a atleta acumula três medalhas olímpicas, sendo 1 de ouro, 1 de prata e 1 de bronze. Matt Emmons também é medalhista nas Olimpíadas, com 3 medalhas, sendo 1 de ouro, 1 de prata e 1 de bronze. O norte-americano chamou atenção pela gafe cometida nos jogos em Pequim, quando acertou o alvo de seu rival na modalidade de tiro simples.

Kristie Moore

Kirstie Moore é uma atleta de curling canadense que conquistou medalha de prata, quando estava grávida de 5 meses. Nos Jogos Olímpicos de Inverno de 2010, Moore se tornou uma das atletas olímpicas a competir em Olimpíadas estando à espera de um bebê. Diferente de outras competidoras, a gestação de Kristie já estava bem desenvolvida.

10 atletas olímpicas que competiram grávidas
Fonte: (Reprodução/Internet)

Além de ser medalhista olímpica, a canadense já tinha conquistado ouro nas provas de curling nos campeonatos do Canadá e nos Mundiais Júnior. Em uma carreira totalmente diferente de alguns anos atrás, hoje Kristie é massoterapeuta no Northwest Wellness Center. É mãe de três filhos e casada com Shane Wray.

Kerstin Szymkowiak

Kerstin Szymkowiak é uma atleta de skeleton alemã, também conhecida como “Tigresa do Gelo” pelas suas habilidades no esporte. Nos Jogos Olímpicos de Inverno em Vancouver, em 2010, Kertin conquistou medalha de prata estando grávida de 2 meses. O skeleton pode ser ainda mais desafiador para gestantes.

10 atletas olímpicas que competiram grávidas
Fonte: (Reprodução/Internet)

O skeleton é como se fosse um novo modelo de trenó, feito de metal. Por se tratar de um esporte de inverno, as competições acontecem em pistas de gelo. Os atletas descem no aparelho deitados de bruço. Um detalhe assustador é que o equipamento não tem frios, por esse e outros motivos os competidores devem usar capacete e sapatos com pregos.

Nur Suryani Taibi

Nur Suryani Taibi fez história nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012. Além de competir grávida de 8 meses, Nur foi a primeira mulher da Malásia a participar de uma Olimíadas no tiro esportivo. De todas as atletas que competiram grávidas, a malaia é a que teve a gestação mais avançada da história dos jogos.

10 atletas olímpicas que competiram grávidas
Fonte: (Reprodução/Internet)

Apesar de não ter sido medalhista e nem ter avançado na rodada de qualificação, Nur possui outros títulos importantes. A atleta conquistou medalhas de prata e de bronze nos jogos asiáticos e bronze nos jogos da Commonwealth e ouro, prata e bronze nos jogos do sudeste asiático. 

Kerri Walsh 

Além de Nur Suryani Taibi, a jogadora de vôlei de praia Kerri Walsh também competiu grávida nas Olimpíadas em Londres, em 2012. Com 5 semanas de gestação, a norte-americana conquistou sua terceira medalha de ouro ao lado da parceira Misty May-Treanor. Juntas elas formam a dupla com mais vitórias olímpicas do vôlei de praia. 

10 atletas olímpicas que competiram grávidas
Fonte: (Reprodução/Internet)

Em 2013, Kerri passou a competir com April Ross, com quem perdeu para as brasileiras Bárbara e Ágatha nos Jogos do Rio de Janeiro, em 2016. Inclusive, essa foi a única derrota em Olimpíadas em toda a sua carreira. Ainda assim, conquistou o bronze após vencer a dupla brasileira Talita e Larissa. 

Quem são as mulheres com mais medalhas das Olimpíadas

Muitas mulheres são exemplos de perseverança e disciplina dentro do esporte. Por isso, separamos um Top 3 das atletas com mais medalhas olímpicas da história e que independente da circunstância escolheram representar o seu país. Em terceiro lugar temos a nadadora norte-americana Jenny Thompson com 12 medalhas em Olimpíadas

10 atletas olímpicas que competiram grávidas
Fonte: (Reprodução/Internet)

Jenny fez sua estreia olímpica nos Jogos de 1992, em Barcelona, ganhando 2 ouros e 1 prata. Depois, em Atlanta, a atleta foi ao pódio três vezes para receber suas medalhas de ouro. Após quatro anos, em Sydney, a norte-americana atingiu o seu melhor desempenho com 3 ouros e 1 bronze. 

Aos 31 anos, nos Jogos em Atenas, a nadadora fez sua despedida com mais 2 medalhas de prata. Na época, Jenny era a mais velha do time de natação dos Estados Unidos e conquistou feitos que atletas mais novas não conseguiram. Com esse quadro de medalhas, ela se tornou uma das maiores recordistas olímpicas de toda a história.

Birgit Fischer 

A alemã Birgit Fischer faz parte do time de mulheres com mais medalhas das Olimpíadas. Com uma carreira brilhante, se tornou o maior nome da modalidade canoagem velocidade. Birgit participou de sua primeira competição em 1980, nos Jogos de Moscou, quando tinha apenas 18 anos. Em sua estreia, conquistou medalha de ouro. 

10 atletas olímpicas que competiram grávidas
Fonte: (Reprodução/Internet)

Nas Olimpíadas em Los Angeles, não conseguiu medalhas, entretanto, voltou com tudo nos Jogos em Seul. Foi quando subiu no topo do pódio duas vezes, além de conquistar medalha de prata. Da mesma maneira, nos anos de 1992 e 1996, Birgit ganhou ouro e prata em ambas as edições. 

Em Sydney, voltou a conquistar duas medalhas de ouro. Naquela época, chegou a anunciar aposentadoria, porém desistiu para competir em sua última Olimpíada. Aos 42 anos, nos Jogos de Atenas, Birgit conquistou mais uma medalha de ouro e de prata. Assim, encerrou sua carreira com impressionantes 12 medalhas.

Larisa Latynina 

Larisa Latynina é uma ex-atleta da Ginástica Artística que representou a União Soviética durante anos. Sua primeira competição como gisnasta foi no Campeonato Mundial de Ginástica Artística, onde conquistou medalha de ouro. Nada mal para uma iniciante aos 19 anos, não é verdade?

10 atletas olímpicas que competiram grávidas
Fonte: (Reprodução/Internet)

Finalmente, em 1956, fez sua estreia nas Olimpíadas de Melbourne. Conquistou 4 ouros, uma prata e um bronze. Já em Roma, no ano de 1960, ganhou seis medalhas, 3 ouros, 2 pratas e 1 bronze. Fez suas últimas apresentações nos Jogos de Tóquio, em 1964, com “singelas 5 medalhas”, 2 de ouro,1 de prata e 2 bronzes. 

Durante 44 anos, Larisa foi a maior medalhista dos Jogos Olímpicos com 18 medalhas. Somente em 2012 foi superada pelo nadador norte-americano Micheal Phelps, que acumula 28 medalhas: 23 ouros, 3 pratas e 2 bronzes. Até hoje, a ucraniana segue como a mulher com mais medalhas.